Busca avançada
Ano de início
Entree

Um olhar sobre os ofícios da madeira no contexto Luso-brasileiro (séculos XVIII-XIX)

Processo: 21/02434-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Angela Brandão
Beneficiário:Isabela Torres Rodrigues
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Revolução Industrial   História da arte

Resumo

O fazer manual do século XVIII estava estreitamente ligado a um saber intelectual, aplicado simultaneamente ao ensino prático para a formação de novos artífices. Contudo, na virada do século XVIII para o XIX, essa tradição de ensino e de produção é colocada em cheque com o surgimento da Revolução Industrial. Esta pesquisa pretende olhar e dar visibilidade a este período de transição: o das últimas décadas do artesanato, elevado a seu mais alto grau de perfeição, e o início e desenvolvimento da produção industrial de objetos. A base metodológica estará assentada na leitura de fontes primárias escritas impressas de referência para o período, fontes escritas primárias impressas relacionadas aos ofícios dedicados à madeira e manuais e guias de carpintaria publicados na França, Portugal e Brasil no início do século XIX. Com o desmantelamento dos ofícios artesanais e do ensino dos aprendizes junto a seus mestres, tais publicações assumem um papel de salvaguardar um conhecimento em dissolução. Esta documentação escrita conta, em alguns casos, com ilustrações que seriam adotadas como fontes primárias visuais, somadas aos textos que acompanham, para a compreensão de como se formulavam os ofícios da madeira, a Carpintaria, a Marcenaria, a Talha e o Ensamblamento, do ponto de vista prático e teórico. As fontes primárias escritas e visuais serão cruzadas com fontes secundárias, compostas por bibliografia específica sobre artes aplicadas e o início da Revolução Industrial, bem como dedicada às transformações e relações entre arte, artesanato e sua transição ao processo industrial. Este contexto europeu, especialmente português, será referencial para observar os desdobramentos deste processo no Brasil de finais do XVIII e inícios do XIX. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)