Busca avançada
Ano de início
Entree

Transmissão do estresse de retículo através de exossomas de células tumorais para células endoteliais: efeitos na autofagia, angiogênese e ativação endotelial

Processo: 20/15751-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Vanessa Morais Freitas
Beneficiário:Ana Sayuri Yamagata
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Angiogênese   Neoplasias mamárias   Permeabilidade capilar   Vesículas extracelulares   Biologia celular

Resumo

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer que mais afeta as mulheres. A metástase é uma das principais causas de morte dessas pacientes. A angiogênese, a entrada e a saída das células tumorais da circulação sanguínea são passos fundamentais na metástase. O nosso grupo observou que incubação de células tumorais em pH ácido aumentou a expressão de genes envolvidos com a angiogêne. O pH ácido e outras condições adversas no microambiente tumoral causam estresse de retículo endoplasmático (RE). O estresse de RE, sinalizado pela resposta a proteínas mal enoveladas (UPR), favorece a angiogênese no tumor. Estudos têm mostrado a existência do fenômeno denominado na literatura como "transmissão de estresse de RE", no qual células liberam fatores no meio após sofrer estresse de RE, que então ativam a UPR em células receptoras. O estresse de RE aumenta a liberação de vesículas extracelulares (EVs), importantes mediadoras de comunicação intercelular, e que possivelmente poderiam mediar essa transmissão. EVs liberadas por células tumorais podem induzir autofagia em outras células, o que pode estimular a angiogênese nas células endoteliais. Neste projeto, pretendemos investigar se as vesículas extracelulares, liberadas por células tumorais em resposta a estresse de ER induzido por pH ácido ou mal enovelamento de proteínas, alteram a angiogênese, a expressão de moléculas de adesão e a permeabilidade de células endoteliais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)