Busca avançada
Ano de início
Entree

Segmentação virtual e posicionamento de landmarks tridimensionais no labirínto ósseo humano a partir de micro-tomografias de esqueletos arqueológicos

Processo: 21/08346-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:André Menezes Strauss
Beneficiário:Talita Conceição de Lima
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/16451-2 - Histórias indígenas de longa duração: o Brasil pré-colonial pela ótica da antropologia virtual e da arqueogenômica, AP.JP
Assunto(s):Antropologia

Resumo

A partir de micro-tomografias do osso temporal humano o labirínto ósseo será virtualmente segmentado e marcado com landmarks anatômicos tridimensionais. O objetivo é permitir a análise das afinidades morfológicas dessa estrutura anatômica, a partir de morfometria geométrica, entre diferentes populações arqueológicas do Brasil pré-colonial, conforme previsto no projeto JP-FAPESP. O labirinto ósseo, localizado dentro da pars petrosa do osso temporal, é uma estrutura anatômica que abriga órgãos da audição e equilíbrio. Praticamente inacessível até o advento da tomografia, o estudo de sua variação anatômica avançou consideravelmente através do ferramental da antropologia virtual e hoje se sabe que a micro-evolução do labirinto ósseo entre humanos modernos deu-se majoritariamente por deriva genética. Portanto, de forma análoga à morfologia craniana, os resultados das análises de afinidades morfológicas do labirinto ósseo vai permitir estimar relações de ancestralidade entre populações pré-coloniais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)