Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos dados de ocorrência de Rutaceae como subsídio para elaboração da flora do Espírito Santo e sua conservação

Processo: 21/05898-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fitogeografia
Pesquisador responsável:José Rubens Pirani
Beneficiário:Marcelo de Oliveira Gigier
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endemismo   Conservação biológica   Conservação da biodiversidade   Áreas de conservação   Flora   Sapindales   Rutaceae   Georreferenciamento   Mata Atlântica

Resumo

O Brasil possui grande riqueza de espécies e altos níveis de endemismo, notadamente no domínio da Mata Atlântica, reconhecido como hotspot de biodiversidade do mundo. Com relação às plantas, alguns grupos são particularmente ricos ou restritos a essa floresta, como é o caso da família Rutaceae, com 56 espécies registradas, todas endêmicas do Brasil. A ocupação histórica dessa região acarretou perdas significativas de sua cobertura vegetal original, ameaçando a existência de muitas espécies. Entre as iniciativas de conservação biológica, destaca-se a elaboração de listas de espécies ameaçadas de extinção em diferentes níveis, desde aquelas globais como a IUCN e nacionais como o CNCFlora. Todavia, o conhecimento da fauna e flora de cada local transcende a compilação das listas, que precisam ser enriquecidas com dados complementares, sobretudo aqueles de ocorrência das espécies no interior das unidades de conservação (UCs), refúgios que protegem a integridade da biota. Atualmente, o grau de conhecimento da distribuição das espécies em áreas do país, incluindo a maioria das UCs, é incompleto ou ausente, o que dificulta entender o nível de ameaça das espécies e articular políticas públicas. Neste projeto realizaremos um estudo focado em Rutaceae, uma família de angiospermas eudicotiledôneas muito expressiva na Mata Atlântica e em especial no Espírito Santo, estado totalmente inserido nesse domínio fitogeográfico. Executaremos uma síntese das espécies da família ocorrentes no interior das UCs, através da construção de uma base de dados de ocorrência virtualmente completa e revisão da localização geográfica de cada registro. Discriminaremos espécies com ocorrência exclusiva ou desconhecida no interior das áreas protegidas. Desse modo, os resultados fornecerão subsídios para auxiliar na elaboração da Flora do Espírito Santo e proverão adequada verificação e atualização dos dados de georreferenciamento. Os resultados também subsidiarão a realização de catálogos das espécies ameaçadas em unidades de conservação a serem futuramente publicados online.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)