Busca avançada
Ano de início
Entree

Corretoras imobiliárias e a comercialização da habitação no Programa Minha Casa, Minha Vida

Processo: 20/13210-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Lucia Zanin Shimbo
Beneficiário:Maiara Oliveira Silva de Aguiar
Instituição-sede: Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Habitação social   Linguagem publicitária   Mercado imobiliário   Política habitacional   Produção do espaço   Habitação

Resumo

Frente aos problemas habitacionais e urbanos decorrentes da restrição de acesso à terra para a população mais pobre no Brasil, foram instituídos diversos mecanismos de financiamento habitacional no país, sendo um dos mais recente, o Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). A produção resultante desses programas, no entanto, tem pouco atendido à população de mais baixa renda. Em especial no MCMV, as camadas de renda média e média baixa foram atendidas pelas Faixas 2 e 3, que foram as categorias com maior número de unidades contratadas nas três fases do programa (2009-2018). Ao analisar os trabalhos acadêmicos que estudaram a política habitacional contemporânea, é possível identificar que são poucos os que abordam essas faixas, assim como há uma lacuna sobre a etapa de comercialização das unidades habitacionais e das relações entre os agentes que dela participam, como, por exemplo, as corretoras imobiliárias. Considerando que a comercialização relaciona as dimensões da produção e do consumo da habitação e que participa da definição do valor dos empreendimentos habitacionais, o objetivo deste projeto é compreender quais são as estratégias utilizadas na comercialização dos empreendimentos do MCMV nas Faixas 2 e 3 e a relação entre agências imobiliárias (responsáveis por tal comercialização), as incorporadoras ou construtoras (agentes produtores) e os consumidores. Utilizando os métodos de pesquisa documental e pesquisa de campo, busca-se assim aprofundar o entendimento sobre o momento de circulação do valor da habitação, que pode ser protagonizado tanto por corretores de imóveis dentro do corpo de funcionários da própria incorporadora, como por parcerias com corretoras locais ou, ainda, por terceirização dessa etapa. Os resultados da pesquisa evidenciarão as relações que se estabelecem entre as estratégias adotadas por empresas de diferentes portes (incorporadoras nacionais e construtoras locais, por exemplo), além dos perfis dos consumidores, contribuindo para a análise da produção do espaço urbano à luz dos processos contemporâneos que favoreceram a participação de agentes privados na política habitacional.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)