Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de injeção de polímeros no gerenciamento de reservatórios em malha fechada e baseado em modelos

Processo: 21/05816-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica
Acordo de Cooperação: Equinor (antiga Statoil)
Pesquisador responsável:Denis José Schiozer
Beneficiário:Bruno Marco de Oliveira Silveira
Instituição Sede: Centro de Estudos de Energia e Petróleo (CEPETRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Empresa Sede:Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM)
Vinculado ao auxílio:17/15736-3 - Centro de Pesquisa em Engenharia em Reservatórios e Gerenciamento de Produção de Petróleo, AP.PCPE
Assunto(s):Reservatórios de petróleo   Polímeros   Simulação numérica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Injeção de Polímeros | métodos de recuperação avançada | reservatórios de óleo pesado | Simulação Numérica de reservatórios | Engenharia de Reservatórios

Resumo

Os campos de óleo pesado têm normalmente baixos fatores de recuperação e, consequentemente, menores valores presentes líquidos. Muitas técnicas podem ser utilizadas para melhorar a recuperação de óleo nesses reservatórios. A injeção de polímero é um dos métodos de recuperação química avançada (EOR) mais bem-sucedidos e é implementado principalmente para acelerar a produção de petróleo por melhoria de varrimento (Skauge et al., 2018). A injeção de polímero visa melhorar a eficiência do deslocamento de óleo, aumentando a viscosidade da água injetada. Isto proporciona uma taxa de mobilidade mais baixa da água injetada para óleo deslocado e reduz o fenômeno conhecido como viscous fingers, o que é crítico em óleos pesados e viscosos (Skauge et al., 2018). Por outro lado, o polímero também se adsorve à rocha reservatório reduzindo o fluxo em camadas de alta permeabilidade, reduzindo o impacto das heterogeneidades (Chapman et al., 2015). Assim, melhora-se a eficiência da varredura areal e vertical, aumentando-se a recuperação de óleo (Chapman et al., 2015). A injeção de polímero está sendo estudada pela EQUINOR para ser aplicada em um campo marítimo de óleo pesado brasileiro. No entanto, a aplicação deste método EOR não é direta, envolvendo muitas incertezas e desafios relacionados às propriedades do polímero e operações de injeção. Por outro lado, vários fenômenos relacionados à injeção de polímeros, como adsorção e comportamento não newtoniano, tornando esses processos mais difíceis de modelar e prever. Por outro lado, existe incerteza na estabilidade e eficiência do polímero no reservatório, e também na perda de injetividade. Esses aspectos afetam fortemente o desempenho deste método de EOR. As propriedades que mais influenciam no retorno econômico do campo são salinidade efetiva, degradação, nível de retenção e reologia (Lamas et al., 2016). Este projeto de pós-doutorado foi proposto à luz desses desafios combinados, que aumentam a incerteza na viabilidade e lucratividade dos projetos de polímero, bem como na melhor abordagem para otimizar as operações de inundação de polímero. O projeto provavelmente contará com a cooperação de Arne Skauge, da Universidade de Bergen. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)