Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de injeção de polímeros no gerenciamento de reservatórios em malha fechada e baseado em modelos

Processo: 21/05816-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica
Convênio/Acordo: Equinor (antiga Statoil)
Pesquisador responsável:Denis José Schiozer
Beneficiário:Bruno Marco de Oliveira Silveira
Instituição-sede: CENTRO ESTUDOS ENERGIA PETROLEO/UNICAMP
Vinculado ao auxílio:17/15736-3 - Centro de Pesquisa em Engenharia em Reservatórios e Gerenciamento de Produção de Petróleo, AP.PCPE
Assunto(s):Reservatórios de petróleo   Polímeros   Simulação numérica

Resumo

Os campos de óleo pesado têm normalmente baixos fatores de recuperação e, consequentemente, menores valores presentes líquidos. Muitas técnicas podem ser utilizadas para melhorar a recuperação de óleo nesses reservatórios. A injeção de polímero é um dos métodos de recuperação química avançada (EOR) mais bem-sucedidos e é implementado principalmente para acelerar a produção de petróleo por melhoria de varrimento (Skauge et al., 2018). A injeção de polímero visa melhorar a eficiência do deslocamento de óleo, aumentando a viscosidade da água injetada. Isto proporciona uma taxa de mobilidade mais baixa da água injetada para óleo deslocado e reduz o fenômeno conhecido como viscous fingers, o que é crítico em óleos pesados e viscosos (Skauge et al., 2018). Por outro lado, o polímero também se adsorve à rocha reservatório reduzindo o fluxo em camadas de alta permeabilidade, reduzindo o impacto das heterogeneidades (Chapman et al., 2015). Assim, melhora-se a eficiência da varredura areal e vertical, aumentando-se a recuperação de óleo (Chapman et al., 2015). A injeção de polímero está sendo estudada pela EQUINOR para ser aplicada em um campo marítimo de óleo pesado brasileiro. No entanto, a aplicação deste método EOR não é direta, envolvendo muitas incertezas e desafios relacionados às propriedades do polímero e operações de injeção. Por outro lado, vários fenômenos relacionados à injeção de polímeros, como adsorção e comportamento não newtoniano, tornando esses processos mais difíceis de modelar e prever. Por outro lado, existe incerteza na estabilidade e eficiência do polímero no reservatório, e também na perda de injetividade. Esses aspectos afetam fortemente o desempenho deste método de EOR. As propriedades que mais influenciam no retorno econômico do campo são salinidade efetiva, degradação, nível de retenção e reologia (Lamas et al., 2016). Este projeto de pós-doutorado foi proposto à luz desses desafios combinados, que aumentam a incerteza na viabilidade e lucratividade dos projetos de polímero, bem como na melhor abordagem para otimizar as operações de inundação de polímero. O projeto provavelmente contará com a cooperação de Arne Skauge, da Universidade de Bergen. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)