Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito biomecânico de diferentes materiais utilizados para confecção da placa estabilizadora oclusal em reabilitação implanto-suportada frente à situação de apertamento dental; análise de elementos finitos 3D

Processo: 21/04435-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Victor Eduardo de Souza Batista
Beneficiário:Carla Souza Andrade
Instituição Sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais dentários   Prótese dentária   Implantes dentários   Ligas metalo-cerâmicas   Fenômenos biomecânicos   Método dos elementos finitos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Análise de elemento finito | Implante dental | Placa Estabilizadora Oclusal | Prótese Dentária | Prótese Dentária

Resumo

O presente trabalho terá como objetivo estudar o comportamento biomecânico de próteses de três elementos implanto-suportadas, em situação de para função (apertamento) variando o material utilizado na placa estabilizadora oclusal (PEO), pela a análise de elemento finitos 3D. Oito modelos tridimensionais serão simulados com o auxílio dos programas In Vesalius, Solid Works e Rhinoceros. Cada modelo será constituído de um bloco ósseo maxilar referente à região do 1º PM ao 1º M direito, apresentando três implantes do tipo hexágono externo de 4,0mm de diâmetro e 7,0mm comprimento suportando prótese de três elementos metalocerâmica parafusada variando o fator união das coroas (coroas unitárias e coroas esplintadas), utilização da PEO (com ou sem PEO) e material utilizado na confecção da PEO (acetato, resina acrílica e poliéter-éter-cetona). A placa oclusal estabilizadora será modelada com 2 mm de espessura. O programa ANSYS 19.2 será utilizado para gerar os modelos de elementos finitos nas fases de pré- e pós-processamento. O tecido ósseo será analisado por mapa de tensão máxima principal e microdeformação e os parafusos de fixação e implantes dentais serão analisados pelos mapas de tensão de von Mises. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)