Busca avançada
Ano de início
Entree

Narrativas em torno da patrimonialização das fazendas de café paulistas: matérias e encenações no processo de construção da memória

Processo: 21/01105-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2023
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Flávia Brito Do Nascimento
Beneficiário:Larissa Cristina da Silva Dias
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Patrimônio cultural

Resumo

A pesquisa se propõe a estudar ações e discussões realizadas no campo do patrimônio que nortearam o processo, ainda em curso, de patrimonialização das fazendas de café paulistas. Para tanto, serão tomados como base três linhas de continuidades em que as fazendas se evidenciam, ora por estarem ausentes ora por adquirirem papéis protagonistas: as discussões e ações presentes nos órgãos de preservação ao patrimônio cultural brasileiro (IPHAN) e paulista (Condephaat); as perspectivas adotadas sobre as fazendas de café paulistas em pesquisas acadêmicas; e, por fim, as ações realizadas pelos governos, pelas universidades e pela sociedade civil que tiveram como objeto tais espaços rurais. O processo de patrimonialização das fazendas de café localizadas em São Paulo tem se mostrado como um produto da interação dessas continuidades ocorridas desde a década de 1970, que em alguns momentos se tangenciam, em outros se afastam, e ao final imprimem narrativas acerca da memória cafeeira por vezes conflituosas, quando não abarcam a pluralidade de temas importantes desse universo. Analisar tal processo permitirá não apenas identificar o que foi priorizado e negligenciado ao longo de sua ocorrência, como também incidirá luz sobre os desafios atuais relativos à salvaguarda dos bens rurais do café. Estabelecendo como estudo de caso as propriedades campineiras Fazenda Roseira e Fazenda Mato Dentro, de modo inédito nos estudos sobre as fazendas de café paulistas, este trabalho tem como objetivo compreender e traçar uma leitura ampla, acerca do processo de construção da memória em torno dos bens relativos ao patrimônio rural do café paulista, bem como dos conflitos de narrativas que o permeiam.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)