Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da atividade de fibroblastos e células endoteliais na cicatrização de feridas cutâneas em ratos tratados topicamente com própolis vermelha brasileira

Processo: 21/01258-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Claudia Helena Pellizzon
Beneficiário:Mariana Conceição
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/04138-8 - Realização de estudos químicos, analíticos, biológicos, farmacológicos e tecnológicos para preenchimento das lacunas no desenvolvimento do setor de própolis brasileiro, AP.TEM
Assunto(s):Anti-inflamatórios   Cicatrização   Células endoteliais   Fibroblastos   Exantema   Própolis   Histologia   Imuno-histoquímica

Resumo

O processo de cicatrização depende de uma série de fatores bioquímicos e fisiológicos que desencadeiam mediadores para ativação celular e reorganizar o tecido lesado. Dependendo das alterações metabólicas, as lesões podem demorar até anos para o seu total fechamento, isso porque não há um padrão ouro de tratamento que atue de modo efetivo na cicatrização de pele. Dessa forma, a busca por um novo produto se faz necessário, e a própolis vermelha tem despertado um grande interesse para estudo de cicatrização, pois apresenta em sua composição quantidades significativas de compostos fenólicos, tais como isoflavonóides e terpenos, possivelmente os grandes responsáveis pelas propriedades anti-inflamatória, imunomodulatória, anti-oxidante e anti-tumoral já relatadas na literatura. Para tanto, utilizaremos formulações à base de própolis vermelha brasileira aplicadas topicamente em lesões de segunda intenção em ratos por 3, 7 e 14 dias de tratamento, para avaliar a alteração de fibroblastos, células endoteliais, a mecanotransdução e angiogênese por meio de métodos de histologia, imunohistoquímica e biologia molecular. Este trabalho está vinculado ao projeto temático aprovado pela FAPESP (Processo FAPESP: 2017/04138-8): "Realização de estudos químicos, analíticos, biológicos, farmacológicos e tecnológicos para preenchimento das lacunas no desenvolvimento do setor de própolis brasileiro".

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)