Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade antioxidante de peptídeos hidrolisados do soro do leite em células intestinais Caco-2

Processo: 21/05213-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Fabiana Andrea Barrera Galland
Beneficiário:Juliana Santos de Espindola
Instituição-sede: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/01896-4 - Estudo da ação anti-inflamatória de peptídeos derivados do soro do leite sobre células gliais, AP.JP
Assunto(s):Células CACO-2   Estresse oxidativo   Peptídeos bioativos   Compostos bioativos   Espécies de oxigênio reativas

Resumo

O estresse oxidativo é comum a diversas doenças crônicas degenerativas, sendo um dos fatores mais críticos nas desordens gastrointestinais, como doenças inflamatórias do intestino e câncer de cólon (Circu & Aw, 2012). As espécies reativas de oxigênio (EROs) são produzidas durante o metabolismo celular, porém um desequilíbrio na produção e capacidade antioxidante pode promover o estresse oxidativo. Nestas condições os antioxidantes endógenos não são suficientes para manter as concentrações baixas de EROs. Peptídeos derivados de alimentos tem sido estudados devido as suas propriedades antioxidantes in vitro e seu potencial para o tratamento de doenças associadas ao estresse oxidativo e como uma alternativa natural aos antioxidantes sintéticos (Power et al., 2013). As células intestinais são continuamente expostas à EROs gerados no lúmen intestinal. Portanto, este trabalho propõe avaliar a atividade antioxidante de hidrolisados peptídicos derivados do soro do leite sobre células intestinais Caco-2 estimuladas com peróxido. A obtenção dos peptídeos se dará pela hidrólise com pepsina e pancreatina em um sistema de simulação in vitro da digestão humana. Frações peptídicas serão obtidas a partir da ultrafiltragem. A bioatividade será testada na fração de hidrolisado total e aquelas menores e maiores de 5 kDa. As culturas Caco-2 serão pré-tratadas durante 24 h com as frações peptídicas e estimuladas por mais 1,5 h com H2O2 (4mM). O hidrolisado será caracterizado pelo teor de proteína, umidade, grau de hidrólise e perfil eletroforético. A bioatividade será testada através dos parâmetros de viabilidade celular, produção de espécies reativas de oxigênio, óxido nítrico e conteúdo de glutationa. O estudo das propriedades antioxidantes dos peptídeos isolados podem trazer benefícios a saúde do consumidor, servindo como alimentos funcionais, que além do seu valor nutricional apresentam propriedades preventivas para o desenvolvimento de doenças gastrointestinais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)