Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos níveis plasmáticos de Adalimumabe e detecção de anticorpos anti-Adalimumabe em pacientes com Doença de Crohn

Processo: 20/01924-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Raquel Franco Leal
Beneficiário:Livia Moreira Genaro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Anticorpos monoclonais   Doença de Crohn   Imunogenicidade   Gastroenterologia

Resumo

A Doença de Crohn (DC) é uma doença inflamatória intestinal crônica que pode resultar em danos e incapacidade progressiva do intestino, acometendo principalmente as regiões ileais e ileocecais. Pode afetar indivíduos de todas as idades, impactando diretamente na qualidade de vida do seu portador. Devido a ausência de terapia curativa, o atual objetivo terapêutico é a obtenção da remissão endoscópica e clínica, evitando complicações e cirurgias futuras. Têm-se descrito o TNF-alfa como principal agente mantenedor do estado inflamatório intestinal. O uso terapêutico de anticorpos monoclonais (MAbs), tais como Adalimumabe, se mostraram potentes agentes anti-inflamatórios de ação rápida ao se ligar ao TNF-alfa, neutralizando sua função. Pacientes em uso de MAbs podem apresentar indução de anticorpos anti-droga (ADA), levando à falha no tratamento e à exacerbação da doença. Assim, a otimização terapêutica, baseada na dosagem sérica de MAbs e dosagem dos níveis de anticorpos ADA, têm-se demonstrado de grande importância. O presente trabalho tem como objetivo quantificar os níveis séricos de Adalimumabe e os níveis de anticorpos anti-Adalimumabe em pacientes com DC atendidos no Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Essas análises poderão elucidar um dos possíveis mecanismos atuantes na falha terapêutica, além de serem utilizadas como base para o ajuste personalizado da medicação de forma a maximizar a resposta endoscópica e minimizar efeitos colaterais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)