Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade de vida do idoso após um ano de pandemia da COVID-19

Processo: 21/01592-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Meiry Fernanda Pinto Okuno
Beneficiário:Raquel Spindola Samartini
Instituição-sede: Escola Paulista de Enfermagem (EPE). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Enfermagem geriátrica   Idosos   Bem-estar   Qualidade de vida   Mídias sociais   Pandemias   COVID-19   SARS-CoV-2

Resumo

Introdução: o novo coronavírus humano causa a doença COVID-19, que é uma doença respiratória emergente com alto potencial infeccioso e qualquer pessoa pode apresentar o quadro grave, sobretudo idosos. Diante disso, algumas medidas precisaram ser adotadas para que o controle da contaminação fosse efetivo, o qual alterou a rotina de grande parte da população brasileira de forma abrupta. Considerando a maior prevalência das doenças crônicas não transmissíveis na população idosa, é justificável a elevada preocupação desse público de risco com o cenário atual, de modo que o contexto da pandemia possui um impacto significativo na saúde mental, afetando diretamente a qualidade de vida dos idosos. Objetivo: avaliar, após um ano de pandemia da COVID-19, a qualidade de vida dos idosos que utilizam redes sociais WhatsApp, Facebook e Instagram. Método: trata-se de uma pesquisa quantitativa com aplicação de dois questionários online aos idosos, por meio da divulgação de um link do Google Forms em uma chamada pública nas redes sociais WhatsApp, Facebook e Instagram. O primeiro questionário abordará questões socioeconômicas e na sequência será sobre qualidade de vida. O segundo questionário está baseado no método WHOQOL-BREF (World Health Organization Quality of Life), que constitui a forma abreviada do método original WHOQOL 100, e tem sua aplicação realizada por meio de 26 questões. O público-alvo serão indivíduos acima de 60 anos. Será utilizada análise descritiva para a caracterização sociodemográfica e econômica, além de dias de hospitalização, presença de cuidador e comorbidades. Serão realizadas análises descritivas e bivariadas simples dos dados coletados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)