Busca avançada
Ano de início
Entree

Diderot: a moral religiosa do século XVIII

Processo: 20/13984-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Pesquisador responsável:Jacira de Freitas
Beneficiário:Gustavo de Amorim Fernandez
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):História do Século XVIII   Religiões   Ética (filosofia)   Materialismo   Iluminismo   Moral   Natureza

Resumo

O projeto em questão tem como objetivo acompanhar as análises do filósofo Denis Diderot, no que diz respeito à religiosidade no século XVIII. Diderot, como grande parte dos iluministas, via a religião como um empecilho ao avanço das luzes, ou seja, a religião fazia com que os homens abandonassem o seu lado racional, fazendo com que estes se tornassem alienados das verdades que provém da razão e não da graça. Os principais textos que irei utilizar como bibliografia de fonte serão: Suplemento à Viagem de Bougaiville, A Religiosa e o Colóquio com a Marechala. Essas obras, de autoria de Diderot, possuem temáticas em comum, que seriam as problemáticas que circunscrevem a religião, e a discussão sobre como ela impede que o homem faça uso de suas potencialidades naturais, o sufocando e o condenando à infelicidade. O Suplemento à Viagem de Bougaiville será a obra principal, pois abarca de forma mais profunda o problema e demonstra como o homem se condenou acorrentando-se a uma moral religiosa irracional. As obras A Religiosa e Colóquio com a Marechala complementam com primazia esse pensamento diderotiano, pois o filósofo tem como objetivo desenvolver uma moral laica; ele quer apontar a possibilidade de se viver moralmente fora da religião. A Religiosa mostra o claustro das mulheres de vida monástica, e os seus desdobramentos do ponto de vista moral e psico-emocional, enquanto o Colóquio com a Marechala demonstra justamente a questão da moral laica, levantando a questão de que se Deus não existisse tudo seria permitido.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)