Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de vias aferentes para o bulbo rostral ventromedial na modulação do comportamento do tipo depressivo e da hiperalgesia induzidos pelo estresse social em camundongos

Processo: 20/08363-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2021
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Felipe Villela Gomes
Beneficiário:Marco Oreste Finocchio Pagliusi Junior
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/17597-3 - O impacto do estresse sobre o sistema dopaminérgico é determinado pelo período crítico de plasticidade: implicações para a depressão e a esquizofrenia e o estudo de novos alvos farmacológicos, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):23/01110-6 - Investigação do envolvimento das projeções da habênula lateral para o RVM nas alterações comportamentais induzidas pelo estresse por derrota social, BE.EP.PD
Assunto(s):Neurofisiologia   Sistema nervoso central   Bulbo (sistema nervoso)   Núcleo hipotalâmico ventromedial   Depressão   Hiperalgesia   Dor   Estresse   Modelos animais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bulbo rostral ventromedial | depressão | Dor | Estresse social | Modulação descendente | Quimiogenética | Neurofisiologia

Resumo

Transtornos Depressivos Maiores (TDM) afetam uma porção significativa da população mundial (aproximadamente 4,5%) e são diagnosticados através de critérios estabelecidos pelo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Apesar da dor crônica não figurar entre os sintomas da depressão, estudos epidemiológicos indicam uma estreita associação entre transtorno depressivo e dor crônica. O modelo de estresse por subjugação social repetida está sendo utilizado atualmente para induzir comportamentos do tipo depressivo e hiperalgesia persistente em camundongos. Nesse modelo, camundongos são expostos por 10 dias consecutivos a um camundongo agressor de linhagem fisicamente mais robusta, sofrendo breves períodos de agressão corporal seguidos de períodos mais longos de contato visual e olfativo. Foi demonstrado, inclusive, que a dor crônica induzida por esse modelo se assemelha à fibromialgia humana, condição caracterizada por dor crônica difusa e intimamente associada com depressão. Sabe-se que a experiência da dor, em toda a sua complexidade, envolve a percepção de uma série de fatores integrados pelo Sistema Nervoso Central (SNC), principalmente pelo córtex cerebral. Este processo integrativo é extremamente dinâmico, sendo ajustado continuamente às demandas do dia-a-dia. Sabe-se que a dor se inicia a partir da ativação de nociceptores periféricos que enviam sinais neurais ascendentes para níveis superiores do SNC através de vias neurais específicas. Estas vias ascendentes são moduladas por uma série de vias supraespinhais descendentes, as quais servem como um sistema endógeno de analgesia ou de facilitação da dor. Uma importante estrutura encefálica associada com a modulação descendente da dor é o bulbo rostral ventromedial (RVM). O RVM possui um papel chave tanto no sistema facilitatório quanto inibitório da dor, recebendo projeções de diversas estruturas encefálicas como substância cinzenta periaquedutal, núcleo accumbens e córtex cingulado anterior. De forma não surpreendente, as estruturas neurais supracitadas também possuem relação com o comportamento depressivo. A partir disso, o presente projeto propõe investigar, utilizando uma abordagem quimiogenética, a participação das vias de projeção para o RVM no comportamento do tipo depressivo e na hiperalgesia induzidos pelo estresse social em camundongos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PAGLIUSI JR, MARCO; GOMES, FELIPE V.. The Role of The Rostral Ventromedial Medulla in Stress Responses. BRAIN SCIENCES, v. 13, n. 5, p. 10-pg., . (20/08363-9, 18/17597-3)
MORAIS-SILVA, GESSYNGER; FAVORETTO, CRISTIANE APARECIDA; PAGLIUSI, MARCO; LEGATES, TARA A.. Editorial: Advances in the involvement of brain cellular subpopulations and pathways in distress and stress-related disorders. FRONTIERS IN NEUROSCIENCE, v. 17, p. 3-pg., . (21/13291-0, 20/08363-9, 22/10168-5, 19/24073-3, 20/15216-2)
FAVORETTO, CRISTIANE APARECIDA; PAGLIUSI, MARCO; MORAIS-SILVA, GESSYNGER. Involvement of brain cell phenotypes in stress-vulnerability and resilience. FRONTIERS IN NEUROSCIENCE, v. 17, p. 14-pg., . (21/13291-0, 20/08363-9, 22/10168-5, 19/24073-3, 20/15216-2)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.