Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e aplicação de hidrogel termossensível incorporado com própolis e quitosana modificada com ácido hialurônico para regeneração cutânea

Processo: 19/25972-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Eliana Aparecida de Rezende Duek
Beneficiário:Pâmela Soto Garcia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde (FCMS). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais   Hidrogéis   Liberação controlada de fármacos   Nanotecnologia   Própolis   Quitosana   Ácido hialurônico   Dermatite atópica   Regeneração (fenômenos biológicos)

Resumo

O uso de curativos de hidrogéis com aditivos para favorecer a regeneração cutânea e auxiliar em processos inflamatórios é de grande importância na área médica, bem como na Engenharia Tecidual e Regenerativa. Neste contexto, o Pluronic®, hidrogel termorresponsivo sintético e biologicamente inerte para aplicação como biotinta e como curativo, pode ser modificado e acrescido de medicamentos para favorecer pacientes com doenças de pele crônicas, como a Dermatite Atópica (DA). Esta doença é um tipo comum de alergia cutânea, sendo genética e crônica, caracterizada por eczema atópico, não contagioso. A pele do indivíduo afetado apresenta-se seca, com erupções, prurido, crostas e frequentemente gera um quadro infeccioso. Não tem cura, sendo que atualmente existem tratamentos para minimizar os sintomas, os quais se baseiam no uso ininterrupto de pomadas e compressas para alívio do prurido e das erupções cutâneas. Não existe atualmente um biomaterial disponível e acessível para manter um tratamento efetivo por período prolongado. Desse modo, este projeto visa aplicar o Pluronic® acrescido de própolis e quitosana modificada com ácido hialurônico para favorecer a regeneração cutânea dos pacientes com DA. O própolis é uma alternativa economicamente viável cuja literatura demonstra amplamente seus efeitos anti-inflamatórios, enquanto que a quitosana modificada com ácido hialurônico irá completar a efetividade bacteriostática, além de favorecer a regeneração tecidual. Para atingir este propósito, será realizado o trabalho nas seguintes etapas: (i) desenvolvimento e caracterização do hidrogel, (ii) testes in vitro, (iii) testes in e (iv) testes clínicos. A caracterização contará com as técnicas de microscopia confocal a laser, microscopia eletrônica de varredura, ensaio de obtenção da força de mucoadesão, análise termogravimétrica, microscopia de força atômica com infravermelho e reologia. Nos ensaios in vitro serão avaliadas a eficácia da ação do hidrogel e as concentrações ideais do anti-inflamatório e da quitosana modificada com ácido hialurônico, para promover o crescimento e a diferenciação celular e proporcionar o controle do crescimento microbiano. Ainda nesta etapa será realizado o processo de patente do produto. Nos ensaios in vivo será verificado a eficácia do hidrogel, pela avaliação do processo de reparo cutâneo. Nos ensaios clínicos, o mesmo será testado em pacientes com DA no ambiente hospitalar. Espera-se que o produto obtido com este trabalho seja uma alternativa eficaz e de baixo custo, propiciando o alívio sintomático, bem como favorecendo a regeneração cutânea. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)