Busca avançada
Ano de início
Entree

Os efeitos do PPARy em modelos de cânceres de mama

Processo: 21/00648-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunogenética
Pesquisador responsável:José Cesar Rosa Neto
Beneficiário:Lindssen de Lima Torquato
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias mamárias   Expressão gênica   Transformação celular neoplásica   Proliferação celular   Doxorrubicina   Fatores de transcrição

Resumo

Câncer é o crescimento desregrado e agressivo de células, existindo mais de 100 tipos de câncer. Este complexo grupo de doenças é a segunda maior causa de mortes no mundo, perdendo apenas para doenças cardiovasculares. Só em 2018, o Brasil registrou um total de 224.712 mortos por câncer, sendo 117.477 homens e 107.235 mulheres, destas 17.572 (16.4%) foram por algum tipo de câncer de mama. Estima-se que, no Brasil, tenham sido gastos R$ 18,9 bilhões com o tratamento de câncer; apenas o SUS (Sistema Único de Saúde) gastou em 2017 no país, R$ 4,5 bilhões. Em 2016 o custo médio por pacientes de câncer de mama no SUS foi um total de R$ 315,954. A doxorrubicina, um quimioterápico da família das antraciclinas é amplamente utilizado na prática clínica por ser considerado eficaz contra um grande número de tumores sólidos. Todavia, ela pode ser citotóxica, atrapalhando o próprio tratamento oncológico, causando danos que favorecem a maior ocorrência de oncogênese, além de afetar fatores de transcrição, dentre eles o PPARy (peroxissomo proliferador ativado receptor gama). Neste trabalho estudaremos o PPARy, um fator transcricional da família dos PPARs e importante promotor de adipogênese, lipogênese, captação de glicose, síntese de adipocinas e bloqueio da inflamação, além de desempenhar um papel significante na diferenciação e proliferação celular, ele tem sua distribuição nos tecidos e função metabólica em diferentes padrões dependendo do tipo e do estágio do tumor. O objetivo geral desde estudo é determinar a importância do PPARy no desenvolvimento de diferentes modelos de câncer de mama afim de colaborar nas pesquisas sobre PPARy e sua expressão e na luta contra este câncer que mais mata mulheres no mundo. Para isto, iremos avaliar a expressão gênica de PPAR³ em tumores de mama (luminal A, luminal B, HER2+ e triplo negativo) do biobanco do Instituto de Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)