Busca avançada
Ano de início
Entree

Exu abre a roda: feitura das identidades de bebês e crianças pequenininhas negras

Processo: 20/15530-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:Rosenilton Silva de Oliveira
Beneficiário:Juliane Olivia dos Anjos
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Infância   Negros   Identidade social   Brincadeiras   Família   Religiões afro-brasileiras   Socialização   Mídias sociais   Etnografia

Resumo

Esta pesquisa tem por proposta compreender os processos de configuração das identidades na primeiríssima infância. Especificamente, visa a analisar brincadeiras de crianças pequenininhas e bebês negros como forma de produção seus pertencimentos geracionais e raciais. É proposto o diálogo com a "dimensão exuística" ou "lógica exúlica": brincar produz sentidos, cria fissuras e é a própria forma de estar no mundo. Parte-se da hipótese que crianças e bebês negros que vivenciam suas infâncias em contexto familiar com sujeitos que acionam a "negritude" como sinal diacrítico constitutivo de suas identidades configuram possibilidades de produção de uma autoimagem distintas daquelas construídas nos espaços da Educação Infantil. O movimento destas famílias parece constituir-se numa rede de relações na qual a infância aparece como elo central, cuja experiência de sua vivência se dá em contextos religiosos, artísticos, educativos, estéticos e outros. Para identificar os fluxos e trânsitos de símbolos destes grupos, será realizado um mapeamento de perfis das redes sociais que apresentam conteúdos adjacentes à ideia de infâncias negras, bem como dos espaços de interação física destas crianças, por meio de etnografia multissituada. Para além da observação empírica e análise dos materiais disponibilizados online, será realizada a revisão da literatura, identificando e analisando pesquisas que articulem categorias como: crianças pequenininhas e bebês, brincadeiras, identidade negra, família, religiões afro-brasileiras, movimento negro e socialização racial (categoria estudada mais amplamente por pesquisadoras estado-unidenses, que também deverão compor este referencial). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)