Busca avançada
Ano de início
Entree

A imunologia do superorganismo: detecção, resposta e memória em formigas cortadeiras

Processo: 21/04112-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Convênio/Acordo: NSF - Dimensions of Biodiversity e BIOTA
Pesquisador responsável:André Rodrigues
Beneficiário:Aryel Camero Goes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/03746-0 - Pesquisa colaborativa: Dimensions US-São Paulo: integrando filogenia, genética e ecologia química para desvendar a emaranhada simbiose multipartida das formigas cultivadoras de fungos, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Imunologia   Imunidade adaptativa   Memória imunológica   Espécies invasoras   Fungos   Patógenos   Formigas cortadeiras

Resumo

É notória a habilidade das formigas cortadeiras de folhas em detectar, reconhecer e remover seletivamente fungos invasores e antagonistas ao fungo que cultivam, além do papel da imunologia social para realizar tais tarefas. Embora os aspectos comportamentais sejam conhecidos, mecanismos associados à detecção, resposta e memória contra fungos indesejáveis ainda são pouco explorados. Resultados anteriores indicaram que Atta sexdens apresenta especificidade, aumento de respostas higiênicas e de memória frente a exposições consecutivas a diferentes fungos, indicando uma suposta imunologia social adaptativa (Processo FAPESP n. 2019/03087-6). Para tanto, o presente projeto visa compreender os mecanismos responsáveis por tais respostas adaptativas. Com base em bioensaios com colônias de formigas cortadeiras, pretendemos investigar se a detecção de fungos distintos ocorre por meio da diferenciação de odores nas antenas das operárias, além de compará-los entre os táxons em busca de semelhanças. Além disso, serão realizados testes cognitivos, em operárias solitárias e em grupo, para visualizar o desenvolvimento da memória imunológica para fungos específicos e se o aumento das respostas higiênicas pela colônia se deve a algum tipo de aprendizado. Este projeto contribuirá para a compreensão do funcionamento da imunologia social em formigas cortadeiras, além de oferecer dados que contribuirão para a recente hipótese de "imunologia do superorganismo" em insetos sociais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)