Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de proteínas para o diagnóstico da infecção por Bartonella henselae utilizando uma abordagem imunoproteômica

Processo: 21/03944-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Luiz Ricardo Gonçalves
Beneficiário:Luiz Ricardo Gonçalves
Empresa:Immunodot Indústria e Pesquisa de Produtos para Diagnóstico Ltda. - ME
CNAE: Fabricação de medicamentos para uso veterinário
Vinculado ao auxílio:20/09740-0 - Identificação de proteínas para o diagnóstico da infecção por Bartonella henselae utilizando uma abordagem imunoproteômica, AP.PIPE
Assunto(s):Testes sorológicos   Zoonoses por bactérias   Infecções por bartonella   Bartonella henselae   Doença da arranhadura do gato   Proteínas recombinantes   Eletroforese   Immunoblotting   Espectrometria de massas

Resumo

Bartonella henselae, o agente etiológico da Doença da Arranhadura do Gato, é a espécie de Bartonella mais comumente detectada em gatos e humanos no Brasil. As abordagens utilizadas atualmente para o diagnóstico dessa enfermidade mostram limitações quanto a sensibilidade ou são demasiadamente elaboradas na sua execução e consomem muito tempo. Nesse sentido, a imunocromatografia é uma alternativa rápida, simples e com menor custo para o diagnóstico da Bartonelose causada por B. henselae. Além disso, tal abordagem pode ser facilmente realizada "in loco" nas próprias clínicas e hospitais veterinários pelos próprios médicos e veterinários por não exigir treinamento intensivo e dispensar o uso de quaisquer equipamentos. Assim, nessa etapa inicial, o presente estudo tem como objetivo a identificação e caracterização de proteínas imunogênicas de B. henselae para serem usadas em testes rápidos de diagnóstico. Para tal, o extrato de proteínas de B. henselae serão submetidas a eletroforese (SDS-PAGE), seguida do immunoblotting usando amostras de soro de cães experimentalmente infectados. Após a identificação dos spots imunoreagentes, os mesmos serão submetidos a espectrometria de massas para identificação dos peptídeos. Posteriormente, visando a identificação dessas proteínas, os dados resultantes serão confrontados com diferentes bases de dados e a caracterização das mesmas será realizada utilizando-se várias ferramentas de bioinformática. Uma vez identificadas, futuramente serão acessados os genes responsáveis pela expressão dessas proteínas. A identificação dessas proteínas imunogênicas será o primeiro e primordial passo para futuras pesquisas, que auxiliarão no desenvolvimento de novas estratégias para o diagnóstico da Bartonelose em animais e humanos. Esses genes deverão ser futuramente clonados e suas respectivas proteínas expressas de forma heteróloga. Por fim, tais proteínas heterólogas poderão ser utilizadas para o desenvolvimento de ensaios de imunocromatografia. Devido às limitações dos métodos de diagnósticos empregados atualmente, acreditamos que uma nova abordagem é necessária e seria de grande valia no auxílio ao diagnóstico desta enfermidade. Por não existirem no mercado metodologias alternativas à para o diagnóstico da bartonelose, o desenvolvimento da presente proposta deverá resultar em conhecimentos que permitirão a criação de um produto eficiente, de execução rápida e de custo acessível para o mercado brasileiro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)