Busca avançada
Ano de início
Entree

Construções correlatas consecutivas na gramática do português: uma perspectiva discursivo-funcional

Processo: 20/15623-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Erotilde Goreti Pezatti
Beneficiário:Juan Prete Tojeira Ramos
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Língua portuguesa   Gramática funcional   Pronome relativo   São Paulo

Resumo

A proposta do projeto ora apresentado, intitulado "Construções correlatas consecutivas na gramática do português: uma perspectiva discursivo-funcional", dando continuidade ao estudo sobre a subordinação no português, é investigar, sob a perspectiva teórica da Gramática Discursivo-Funcional (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008; KEIZER, 2015), as construções em que são combinadas duas unidades sintáticas, oracionais ou não, em que a segunda unidade, introduzida por "que", exprime o efeito ou consequência do fato expresso na unidade anterior, geralmente a oração principal, sendo, por isso, denominada consecutiva (BECHARA, 1999, p. 499). O objetivo principal é descrever o sistema de correlação consecutiva do português expresso pela conjunção "que" combinada com uma das palavras "tal", "tanto", "tão", "tamanho" ou "cada", presentes na unidade anterior, determinando o tipo de configuração básica no Nível Morfossintático. Para tanto, como universo de investigação, conta com dois corpora de língua falada. O primeiro se trata de um corpus intitulado "Português oral", desenvolvido no âmbito do Projeto "Português Falado: Variedades Geográficas e Sociais", organizado pelo Centro de Linguística da Universidade de Lisboa, em parceria com a Universidade de Toulouse-le-Mirail e a Universidade de Provença-Aix-Marselha, que traz amostragens de variedades do português falado em Portugal, no Brasil, nos países africanos de língua oficial portuguesa, em Macau e em Goa e Timor-Leste, recolhidas posteriormente. Já o segundo se trata do corpus do Projeto da Norma Linguística Urbana Culta (NURC), elaborado a partir de entrevistas com informantes adultos cultos de cinco capitais brasileiras. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)