Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto sistêmico do microbioma oral em indivíduos afetados por Periodontite e seus descendentes

Processo: 21/02499-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Renato Corrêa Viana Casarin
Beneficiário:Leticia Sandoli Arroteia
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/09740-3 - Impacto sistêmico do microbioma oral em indivíduos afetados por periodontite e seus descendentes, AP.R
Assunto(s):Intestinos   Microbiota   Periodontite

Resumo

Estudos recentes têm demonstrado que os descendentes de indivíduos afetados por Periodontite agressiva, atualmente podendo ser denominada Periodontite Estágio 3-4 Grau C, apresentam um microbioma oral de características disbiótica, com resiliência a mudanças após o tratamento. Além disso, é sugerido que a aquisição de parte dessa microbiota se dá precocemente, ainda nos primeiros anos de vida, época em que há o estabelecimento da microbiota intestinal, essencial para a saúde sistêmica. Assim, o objetivo geral do presente estudo é avaliar o impacto sistêmico da disbiose oral apresentado por afetados pela Periodontite (PerioC), bem como em seus descendentes, avaliando também o perfil de genes do biofilme nessas condições. Como objetivos específicos, seguido de metodologia, temos: 1. Como objetivo específico de avaliar o impacto da microbiota oral na microbiota intestinal e saúde sistêmica de afetados por Perio4C e seus descendentes, serão selecionados 20 pares de pais afetados por Perio4c e filhos (de 6-12 anos), bem como 20 pares de pais periodontalmente saudáveis e filhos (com pareamento para gênero e idade), dos quais serão coletadas amostras de biofilme oral (saliva e subgengival), fezes e urina, bem como avaliação de parâmetros gerais de saúde sistêmica. Das amostras de biofilme e fezes será feita a extração do DNA e sequenciamento (MiSeq Illumina, regiões V1-V3 e V4-V7 16S rRNA) para uma análise do microbioma. Das amostras de urina e fezes, serão avaliados parâmetros de integridade da mucosa intestinal, pela determinação dos níveis de Calprotectina e Lactoferrina (pela plataforma Luminex/MAGpix) nas fezes e Claudina-2, -3 e -4, bem como a Zonulina, (pela plataforma ELISA) na urina. Os parâmetros de saúde sistêmica serão dados antropométricos, histórico de doenças e dados médicos recentes. Os dados de todas as etapas serão correlacionados e comparados por testes específicos, com nível de significância de 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)