Busca avançada
Ano de início
Entree

Maturacá: transformações cosmopolíticas e rituais funerários em um conjunto regional Yanomami

Processo: 20/09294-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2025
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Etnologia Indígena
Pesquisador responsável:Geraldo Luciano Andrello
Beneficiário:Leon Terci Goulart
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Transformações sociais   Rituais funerários   Cristianismo   Xamanismo   Yanomami   Amazonas

Resumo

A proposta desta pesquisa é a realização de uma etnografia em Maturacá (São Gabriel da Cachoeira, Estado do Amazonas) - um conjunto regional de oito comunidades Yanomami - dando continuidade à exploração de temas suscitados durante minha pesquisa de mestrado. Maturacá apresenta disposições muito particulares se comparadas a outras realidades desse povo, como corresidência estendida, alto contingente populacional e acentuada proximidade espacial entre as comunidades - desdobramentos da presença permanente de missionários salesianos, ali estabelecidos desde a década de 1950. Nesse sentido, à luz do contexto sócio-histórico no qual se insere esse conjunto regional sui generis, esta pesquisa deverá se ocupar das transformações sociais e cosmopolíticas que vêm sendo experimentadas por seus moradores, pautando-se por uma investigação das relações em curso entre os Yanomami e o cristianismo, ou seja, do processo de tradução xamânica das práticas cristãs verificado em Maturacá. Este processo ganha expressão de destaque na retomada recente dos rituais funerários reahu, após um período de quase abandono, na qual se verifica a combinação de práticas do enterro cristão com o canibalismo funerário convencional. A hipótese aqui é que as lideranças-xamãs vieram desempenhando papel central no trato das relações com os missionários, com o cristianismo e com outros agentes externos. Isto é, o xamanismo, enquanto diplomacia cosmopolítica, mostra-se em aparente expansão, atravessando a tradução das práticas cristãs e, com efeito, a retomada em novos termos dos rituais funerários. Assim sendo, a reelaboração do reahu parece constituir um modo específico pelo qual as práticas cristãs e o discurso missionários são traduzidos e transformados a partir da criatividade xamânica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)