Busca avançada
Ano de início
Entree

Variação intra-anual da eficiência do uso da água de árvores de uma Floresta Estacional Decidual em resposta a extremos climáticos

Processo: 20/14790-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Bruno Barcante Ladvocat Cintra
Beneficiário:Leonardo Faria de Andrade
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ecofisiologia   Aquecimento global   Fotossíntese   Isótopos de carbono   Transpiração   Ciclo hidrológico   Serviços ambientais   Modelos climáticos   Floresta Estacional Decidual   Florestas tropicais

Resumo

Florestas tropicais são uma parte fundamental no sistema climático global, exercendo funções de importância para os regimes de chuva e o ciclo de carbono global. Este papel é sensível ao aumento de CO2 atmosférico e ao aquecimento global, fatores que podem resultar em elevada eficiência do uso da água (EUA) das árvores. Um aumento generalizado na EUA de florestas em um mundo mais quente e com elevadas concentrações de CO2 atmosférico traria graves consequências para o ciclo hidrológico em diversas escalas, com implicações para a biodiversidade, a serviços ambientais e aos setores sócio econômicos. Apesar disso, atualmente existe pouca informação de como a resposta fisiológica de árvores tropicais ao aumento de CO2 afeta a sua EUA. Neste trabalho nós buscamos entender como as árvores tropicais podem responder às variações climáticas de curto prazo em um mundo mais quente e com elevadas concentrações de CO2. Nós iramos tirar proveito de um cenário pouco comum existente da região do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu (PNCP), onde a temperatura da superfície têm aumentado acima da média global. Portanto, esta localidade se apresenta como um experimento natural, o qual a variação da EUA em a resposta ao clima sazonal deve ser análoga a resposta fisiológica das árvores em um mundo mais quente. Nós iremos avaliar a EUA de árvores em resposta à variação do clima local excepcionalmente sazonal utilizando análises de razões isotópicas de carbono 13 (d13C) na celulose madeira das árvores em escala sub-anual. Análises d13C são úteis para este propósito pois o d13C da celulose está relacionado ao fracionamento isotópico resultante de variações da EUA e também do metabolismo de uso de reservas de carbono estocadas na madeira. Este tipo de análise já foi amplamente utilizado para este propósito, inclusive em experimentos de fertilização de carbono (FACE), porém até o momento nunca foi utilizado em um contexto tropical como o encontrado no PNCP. Portanto, este estudo trará informações novas e relevantes para o tema, que auxiliarão na compreensão de cenários climáticos futuros e em previsões baseadas em modelos climáticos. Em paralelo a este estudo, análises intra e inter-anuais de isótopos de carbono e oxigênio estão sendo realizadas na mesma localidade por projetos associados que juntos trarão um quadro completo sobre o funcionamento da floresta local em um mundo mais quente e com elevadas concentrações de CO2 atmosférico.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)