Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da viabilidade técnica de antígenos vacinais recombinantes e imunoterápico contendo quimiocina CCL5 para o controle de infecções por Salmonella Heidelberg e Salmonella Minnesota em aves comerciais

Processo: 21/02427-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Rafael Antonio Casarin Penha Filho
Beneficiário:Tiago Rogério de Carvalho
CNAE: Atividades veterinárias
Vinculado ao auxílio:19/16159-5 - Avaliação da viabilidade técnica de antígenos vacinais recombinantes e imunoterápico contendo quimiocina CCL5 para o controle de infecções por Salmonella Heidelberg e Salmonella Minnesota em aves comerciais, AP.PIPE
Assunto(s):Segurança alimentar   Quimiotaxia   Antígenos   Imunoterapia   Vacinas   Salmonella   Salmonella heidelberg

Resumo

Atualmente, Salmonella enterica é um dos patógenos mais relevantes para a avicultura industrial, devido às crescentes preocupações com a segurança alimentar e saúde pública. O Brasil é o maior exportador de carne de frangos do mundo e o 2º maior produtor de alimentos de origem avícola. Portanto, esta atividade tem de cumprir muitas exigências em relação ao controle deste patógeno. O controle de infecções por Salmonella enterica em aves, é realizado por diversas medidas de biosseguridade, antimicrobianos, vacinas e alternativas como probióticos e ácidos orgânicos. No entanto, um grande número de isolados multirresistentes a antibióticos tem se disseminado no ambiente de produção animal e os princípios ativos disponíveis para uso em animais de produção tem reduzida ou nenhuma ação sobre estes. A maioria das vacinas vivas e inativadas disponíveis no Brasil, estão licenciadas para controle de poucos sorovares (Salmonella Gallinarum, Salmonella Enteritidis e Salmonella Typhimurium) e existem poucas disponíveis para o controle de sorovares emergentes como Salmonella Heidelberg. Assim, novas ferramentas de biosseguridade são de extrema relevância no cenário da avicultura nacional e internacional, considerando que o Brasil é um grande participante deste segmento econômico. Assim, este projeto propõe a avaliação de um candidato vacinal com antígenos recombinantes de proteção cruzada entre os principais sorovares circulantes, associado a uma quimiocina como adjuvante de resposta imune de mucosa. Além disso, a quimiocina será avaliada sozinha como uma imunoterapia, uma vez que atrai leucócitos para a mucosa intestinal e tem potencial de reduzir a carga bacteriana invasiva neste tecido. Para adequar a aplicação à escala da avicultura de corte, ambos os produtos serão preparados para administração via oral, para que seja administrada via ração. A proteção contra o desafio por Salmonella Heidelberg e S. Minnesota, será avaliada in vivo, em aves vacinadas ou tratadas com a quimiocina CCL5. Dessa forma, este projeto descreve a proposta de dois produtos (uma vacina e um imunoterápico) que poderão ser eficazes como medidas de biosseguridade para o controle de sorovares emergentes e multirresistentes de Salmonella.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)