Busca avançada
Ano de início
Entree

Redução da imunosenescência em atletas master: mecanismos celulares e moleculares de saúde

Processo: 19/25626-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Fábio Santos de Lira
Beneficiário:Luciele Guerra Minuzzi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Bioquímica   Metabolismo   Imunossenescência   Atletas   Exercício físico   Inflamação   Linfócitos T reguladores   Células Th17   Citometria de fluxo   Cultura de células

Resumo

Imunosenescência é a disfunção progressiva do sistema imune que ocorre com o envelhecimento e resulta em maior suscetibilidade a infecções, doenças autoimunes e câncer. Há evidências de que o exercício físico é uma intervenção segura para reduzir a imunosenescência. Nosso objetivo é explorar os efeitos do exercício físico ao longo da vida em vários marcadores da imunosenescência e inflamação, enquanto observamos os mecanismos celulares, moleculares e metabólicos envolvidos. Os indivíduos recrutados para este estudo serão: atletas master (acima de 40 anos de idade); indivíduos fisicamente ativos estratificados pela idade (acima de 40 anos e abaixo dos 30 anos) e dois grupos controle pareados pela idade. Uma triagem inicial será realizada para medir a composição corporal e os hábitos nutricionais. O VO2max será determinado por um protocolo máximo em esteira rolante. As amostras de sangue serão coletadas antes (Pre) para a análise de marcadores bioquímicos, citometria de fluxo e cultura celular, imediatamente após (Post) e 2 h após (2h) o teste para citometria de fluxo e marcadores de homing e apoptose. Linfócitos T e células NK serão identificados e quantificados por citometria de fluxo. Linfócitos T CD4+ serão cultivados e diferenciados na presença ou ausência de IL-2 e TGF-² para diferenciação em Tregs e/ou presença ou ausência de IL-6 e TGF-² para diferenciação em células Th17. A produção de citocinas pró- e anti-inflamatórias será determinada nos diferentes meios de cultura. As células NK serão isoladas e estimuladas com IL-2 e IL-15 e a expressão de diferentes marcados de superfície será feita por citometria de fluxo. Marcadores apoptóticos e de homing serão analisados por expressão gênica, bem como a quantificação dos subconjuntos de células NK CD56dim e CD56bright expressando granzima e perforina. A análise estatística será realizada utilizando o programa GraphPad Prism v.8.0. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)