Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento, caracterização e avaliação in vivo de um filme de quitosana-sinvastatina sobre a superfície do titânio: avaliação do potencial de osseointegração sob a influência de nicotina

Processo: 20/09274-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Juliano Milanezi de Almeida
Beneficiário:Henrique Rinaldi Matheus
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Quitosana   Sinvastatina   Titânio   Ósseointegração   Nicotina   In vivo

Resumo

A osseointegração sob influência sistêmica de nicotina apresenta-se como um desafio à implantodontia atual, visto que a capacidade de reparo ósseo mediado por células residentes é negativamente influenciada por esse fatore. Neste projeto de pesquisa, objetiva-se desenvolver um filme de quitosana-sinvastatina sobre a superfície do titânio de forma a modular e otimizar o processo de reparo peri-implantar em modelos de comprometimento sistêmico por nicotina. Diferentes técnicas de funcionalização com quitosana e incorporação de sinvastatina serão aplicadas para obtenção de maior estabilidade e potencial modulatório do filme. Inicialmente, serão testados diferentes métodos de hidroxilação e funcionalização da superfície do titânio com quitosana para criação de um filme bioativo estável, e posterior incorporação de sinvastatina em diferentes concentrações (0.1, 1 e 2 µM) para determinação da sua liberação (fase 1). Após estabelecimento das melhores formulações na fase 1, células da linhagem osteoblástica serão semeadas sobre esses discos para avaliação de viabilidade e proliferação celular, adesão e espalhamento, síntese de colágeno, migração celular, deposição de matriz mineralizada e atividade da ALP (fase 2). Na fase 3, inicialmente será determinada a dosagem de nicotina capaz de alterar a capacidade das células ósseas em depositar matriz mineralizada. Em seguida, até duas formulações com os melhores resultados na fase 2 serão testadas. Para isso, as células ósseas serão semeadas sobre esses discos em meio de cultura em presença ou ausência de nicotina. Na etapa final (fase 4), o filme com os melhores resultados in vitro sob os estímulos degenerativos serão testados em modelo isolado de instalação de implante em tíbia de ratos expostos à nicotina. Os espécimes coletados serão processados para análises histométrica de contato e área, histológica, imunoistoquímica e ultraestrutural. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)