Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização imunológica de uma cepa de BCG recombinante que expressa simultaneamente a toxina Pertussis mutante S1PT e o adjuvante LTAK63 (rBCG-LTAK63-S1PT) para uso como vacina bivalente para prevenção da Coqueluche Neonatal e da Tuberculose

Processo: 20/05589-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Celio Lopes Silva
Beneficiário:Aline Seiko Carvalho Tahyra
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/24832-6 - Desenvolvimento de vacinas baseadas em BCG recombinante: Tuberculose, Pertussis, Pneumococo e Schistosoma, AP.TEM
Assunto(s):Vacinas sintéticas   Tuberculose   Coqueluche   BCG recombinante   Biotecnologia

Resumo

A Tuberculose (TB) persiste entre as principais causas de morte por doenças infecciosas, matando mais de 1,5 milhão de pessoas anualmente, principalmente nos países em desenvolvimento (WHO, 2019). A BCG - a única vacina aprovada para a prevenção da TB - é relativamente eficaz em crianças, mas a proteção diminui e é limitada em adultos. Nosso grupo trabalha, há mais de 20 anos, na pesquisa e desenvolvimento de vacinas preventivas e terapêuticas para TB. O desenvolvimento de novas vacinas para TB é uma das prioridades da WHO e as estratégias de BCG recombinantes (rBCG) são atraentes e recomendadas. Em estudo recente do Instituto Butantan, em parceria com nosso grupo, demonstramos que uma cepa de rBCG que expressa a proteína adjuvante LTAK63 de E. coli, geneticamente detoxificada (rBCG-LTAK63), apresenta maior proteção contra TB do que o BCG original (Nascimento et al., 2017). Por outro lado, houve recentemente um aumento de casos de Coqueluche, afetando principalmente os neonatos, e o Butantan desenvolveu um protótipo vacinal, baseado em rBCG, que expressa a toxina Pertussis S1PT detoxificada geneticamente, (rBCG-S1PT). Essa construção vacinal demonstrou proteção em camundongos recém-nascidos contra o desafio por Bordetella pertussis (Nascimento et al., 2008). Assim, o objetivo desse projeto é utilizar plataformas estabelecidas pelos grupos proponentes do projeto temático (CRISPR/Cas9, abordagem de Systems Biology e otimização de construções de rBCG) para construir uma cepa de rBCG que expresse tanto LTAK63 como S1PT (rBCG-LTAK63-S1PT), que será testada como vacina bivalente para maior proteção tanto para TB como para Pertussis. A vacina rBCG-LTAK63-S1PT, em processo de construção, será avaliada quanto à estabilidade da expressão dos genes clonados, a indução de resposta imunológica inata e adaptativa, e a eficácia vacinal, comparando-se com as construções das respectivas vacinas originais. Espera-se ao final do projeto contar com a vacina bivalente rBCG-LTAK63-S1PT capaz de proteger camundongos contra TB e coqueluche neonatal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)