Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial atividade de compostos de coordenação de Ag (I) em biofilme de Helicobacter pylori

Processo: 20/16373-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Taís Maria Bauab
Beneficiário:Maíra Oliveira dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia de sistemas   Infecções bacterianas   Farmacorresistência bacteriana   Antifúngicos   Biofilmes   Helicobacter pylori

Resumo

Helicobacter pylori habita o epitélio gástrico e está associado à desordens gástricas como úlceras pépticas, gastrites aguda e crônica e adenocarcinomas gástricos. É classificada como sendo a infecção bacteriana crônica mais prevalente em humanos e busca-se novas terapias para erradicação desta bactéria, pois os tratamentos disponíveis ainda não são efetivos devido a fatores como resistência a antibióticos, duração prolongada da terapia e efeitos colaterais apresentados pelos antibióticos utilizados. A crescente resistência bacteriana tem despertado o interesse na busca por compostos ativos alternativos no tratamento das infecções. Dentre estes, os complexos metálicos vêm sendo estudados juntamente com diversos ligantes que potencializam suas propriedades biológicas com a liberação dos íons. É sabida a atividade antimicrobiana dos íons metálicos como as tiossemicarbazonas, devido ao seu papel como ligante em compostos de coordenação e sua atuação em sistemas biológicos, apresentando atividades antifúngicas, antitumorais e antibacterianas. Este estudo se desenvolverá determinando o potencial anti- H. pylori de compostos de coordenação de Ag (I) com enfoque no biofilme que é considerado um dos principais marcadores de virulência destes microrganismos. Adicionalmente, será avaliado o potencial tóxico em modelo alternativo in vivo (Galleria mellonella), do complexo de coordenação de Ag (I) que apresentar maior atividade.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)