Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel do óxido nítrico e espécies reativas de oxigênio na infecção humana causada por Leishmania (Viannia) braziliensis e Leishmania (Leishmania) amazonensis.

Processo: 20/11494-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Pereira Corbett
Beneficiário:Thainá Bergantin Burrin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50315-0 - Leishmanioses na América Latina: uma perspectiva avançada sobre fatores imunopatogenéticos da infecção cutânea e visceral, imunomoduladores da saliva de vetores flebotomíneos e exo-antígenos imunogênicos de Leishmania (L.) infantum chagasi candidatos à vacina, AP.TEM

Resumo

A leishmaniose tegumentar americana (LTA) possui ampla distribuição na América Latina e é causada por diferentes espécies de protozoários do gênero Leishmania. Salienta-se a importância médica de Leishmania (Viannia) braziliensis e Leishmania (Leishmania) amazonensis, cujo potencial patogênico pode produzir um amplo espectro clínico da LTA representado pela forma cutânea localizada (LCL), cutânea disseminada borderline (LCDB), cutâneo-mucosa (LCM) e cutânea anérgica difusa (LCAD). Aspectos da resposta imune do hospedeiro infectado por L. (V.) braziliensis ou L. (L.) amazonensis evidenciam um papel patogênico diferenciado entre as duas espécies. Nesse sentido, há evidências que o próprio parasito pode determinar uma produção maior ou menor de óxido nítrico (NO) e de espécies reativas de oxigênio (EROs), moléculas altamente letais ao protozoário, na dependência da espécie infectante. Estudo realizado pelo nosso grupo indicou forte expressão de iNOS nas biópsias de indivíduos com a forma LCL causada por L. (L.) amazonensis e L. (V.) braziliensis, quando comparada às formas polares hipo-reativas, LCDB e LCAD, causadas por L. (L.) amazonensis. Há necessidade, no entanto, de aprofundarmos esse estudo, assim como usar abordagem metodológica que forneça maior subsídio sobre a relevância do NO, e também do superóxido, nos diferentes desfechos clínicos do hospedeiro após a infecção por essas duas espécies do parasito. Assim, com o objetivo final de avaliar a participação do óxido nítrico e de espécies reativas de oxigênio na resistência à infecção causada por Leishmania (Viannia) braziliensis e Leishmania (Leishmania) amazonensis, analisaremos os níveis de expressão dos genes envolvidos na biossíntese e nas vias de sinalização do NO e os induzidos e suprimidos por tal molécula, bem como aqueles envolvidos no metabolismo do superóxido e na resposta ao estresse oxidativo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)