Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta do Oceano Atlântico Tropical e Sul ao vulcanismo e seus impactos na variabilidade do padrão de precipitação da América do Sul

Processo: 20/08490-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Ilana Elazari Klein Coaracy Wainer
Beneficiário:Laura Sobral Verona
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mudança climática   Oceano Atlântico   Vulcanismo   Precipitação atmosférica

Resumo

Grandes erupções vulcânicas são capazes de modificar o clima global através de mudanças na circulação atmosférica e oceânica. O entendimento da influência do vulcanismo no hidroclima de regiões de monções apresenta grande importância científica e social. O Sistema de Monção da América do Sul (do inglês SAMS, South America Monsoon System) é a característica climática mais importante do continente, e é formado principalmente pelas Zonas de Convergência Intertropical e da América do Sul (do inglês ITCZ, Intertropical Convergence Zone e SACZ, South Atlantic Convergence Zone). Estes sistemas apresentam variações em diferentes escalas temporais dependente de um complexo sistema de interações com o Oceano Atlântico adjacente e telecomunicações. A Célula Subtropical do Atlântico (do inglês STC, Atlantic Subtropical Cell), também é dirigida pelos ventos e define a ligação da zona de subducção do giro subtropical com os trópicos. Portanto, a STC ajuda a controlar a intensidade e duração da ressurgência equatorial, desta forma pode influenciar a variabilidade da temperatura da superfície do mar nesta região. Esta variabilidade pode ocorrer desde a escala interanual até a decadal no Oceano Atlântico tropical, o que pode estar relacionado com os principais modos de variabilidade climática tropical (do inglês TAV, Tropical Atlantic Variability). Com a finalidade de melhorar o entendimento do papel do vulcanismo sobre as diferentes respostas do Oceano Atlântico e o sistema atmosférico adjacente, o objetivo geral deste projeto é identificar os mecanismos dominantes na variabilidade da Célula Subtropical do Atlântico, desde escalas sazonais até interdecadais; e como isto está conectado aos modos de variabilidade climática tropicais, e, por fim, entender como o padrão de precipitação da América do Sul responde a estes processos. Desta forma, este projeto propõe identificar os mecanismos dominantes nesse processo utilizando resultados das simulações históricas do CMIP6 (do inglês Coupled Model Intercomparison Project 6), em seguida investigar as repostas após grandes erupções vulcânicas como Pinatubo (1991) e Tambora (1815) utilizando resultados dos experimentos do VolMIP (do inglês Volcanic Forcings Model Intercomparison Project). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)