Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do treinamento físico aeróbio na atividade nervosa simpática dos tecidos muscular esquelético e tumoral na caquexia do Câncer

Processo: 20/12279-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de outubro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Patricia Chakur Brum
Beneficiário:Gabriela Silva Borges
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia celular   Biologia molecular   Treinamento físico   Treinamento aeróbio   Músculo esquelético   Caquexia   Neoplasias do cólon   Sistema nervoso autônomo

Resumo

Alterações patológicas do sistema nervoso autônomo têm sido propostas como fatores sensibilizadores/potencializadores no continuum do Câncer, contribuindo para o seu desenvolvimento, progressão e agressividade. De fato, aumentos na Atividade Simpática (AS) aceleram a progressão tumoral em modelos animais de vários tipos de Câncer, principalmente por meio da ativação de receptores ²2-adrenérgicos. Sabe-se também que a AS modula as funções do tecido adiposo e muscular esquelético, que apresentam grandes alterações morfofuncionais e metabólicas na caquexia, síndrome comum a alguns tipos de Câncer e associada ao aumento da mortalidade. O Treinamento Físico Aeróbio (TFA) tem sido considerado uma potencial terapia complementar ao Câncer. Entre seus efeitos destaca-se a redução no volume tumoral associada a melhor perfusão e à resposta imune no microambiente tumoral e à melhora na função contrátil com aumento de sobrevida. Além disso, um efeito clássico do TFA é a redução da hiperatividade simpática e melhora na disautonomia em diferentes doenças crônicas. Tendo em vista o papel da AS no Câncer, e os efeitos do TFA na AS e no Câncer, nossa hipótese é de que o TFA pode contribuir para a redução da progressão tumoral e melhora no quadro de caquexia via modulação da AS. Pretendemos investigar os efeitos do TFA na função muscular e volume tumoral em modelo de caquexia induzida pelo Carcinoma de Cólon (CT26) em camundongos e suas relações com a inervação simpática, densidade de receptores ²2-adrenérgicos e suas vias de sinalização em ambos os tecidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)