Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de marcadores clínicos e laboratoriais de indivíduos gemelares no Hospital Universitário São Francisco: um estudo epidemiológico

Processo: 20/12504-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Fernando Augusto de Lima Marson
Beneficiário:Isadora Alves Ribeiro
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemiologia   Unidades de terapia intensiva

Resumo

As gestações de gemelares apresentam maiores fatores de risco se comparadas as gestações únicas, demandando assim, maior atenção e cuidado perinatal e pós-natal. Dentre os fatores de risco podem ser incluídos a morte perinatal e a prematuridade o que leva a necessidade, por exemplo, de maior tempo de internação e a necessidade admissão na unidade de tratamento intensiva (UTI). Sendo assim, o estudo tem como objetivo descrever o perfil epidemiológico de gestações de gemelares no Hospital Universitário São Francisco (HUSF), a diferença entre recém-nascidos gemelares (pré-termo e termo) e o risco de admissão (evolução) ou não para a UTI. Método: Será realizada a análise dos prontuários de indivíduos com gestações gemelares no período de dez anos. No estudo, será realizada a coleta de marcadores clínicos e laboratoriais com o intuito de verificar a diferença na evolução entre os gemelares, principalmente, nos casos de pré-termo e com a necessidade de UTI. Resultados esperados: com análise da epidemiologia de gemelares da região atendidos no HUSF e pelo uso de marcadores clínicos e laboratoriais será possível verificar se existem diferenças entre gemelares de acordo com, por exemplo, tempo entre nascimentos, perímetro cefálico e evolução clínica durante o período em UTI, se necessário. Pela análise será possível compreender o perfil dos gemelares no HUSF e direcionar na tomada de decisões para possíveis fatores de risco relacionados a evolução diferencial do gemelar considerando, principalmente, o tempo de internação e a necessidade de admissão na UTI.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)