Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção de linhagem celular leucêmica com expressão ectópica da proteína humana CD73 como ferramenta para validação do anticorpo anti-CD73

Processo: 20/13400-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Priscila Pini Zenatti
Beneficiário:Letícia Grillo Guimarães Pereira
Instituição-sede: Centro Infantil de Investigações Hematológicas Dr Domingos A Boldrini (CIB). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias   Leucemia   Linhagem celular   Anticorpos   In vivo   Terapia genética   Técnicas in vitro

Resumo

A leucemia linfóide aguda (LLA) é um tipo de câncer que consiste em anormalidades cromossômicas e alterações genéticas durante a diferenciação e proliferação de células precursoras linfoides e ocorre, sobretudo, em crianças. Um subgrupo de LLA, a leucemia Filadélfia like ("Ph like"), está relacionada com altos índices de recidiva do câncer. Um dos métodos para identificação desse tipo de câncer é qRT-PCR que utiliza de 15 genes marcadores, entre eles o gene NT5E, que codifica a enzima CD73. Esta enzima é uma ecto-5'-nucleotidase que tem um papel significativo no desenvolvimento de tumores. Essa proteína é responsável por hidrolisar adenosina monofosfato (AMP) extracelular em adenosina, a qual, por sua vez, é um importante agente anti-inflamatório e imunossupressor. A expressão de CD73 é positivamente associada com crescimento do tumor, metástase, angiogênese e prognóstico desfavorável de diversos tipos de cânceres. O nosso grupo de pesquisa obteve um anticorpo terapêutico anti-CD73, pela metodologia de hibridomas. O próximo passo é validar o potencial terapêutico deste anticorpo, tanto in vitro, quanto in vivo. Dessa forma, este projeto propõe obter uma linhagem leucêmica humana, com expressão ectópica da proteína CD73, utilizando para isso, a linhagem celular RS4;11, que é um modelo de LLA-B. Esta célula será transduzida com o gene NT5E humano, juntamente com um gene repórter (GFP e/ou luciferase) para servir como ferramenta de validação do anticorpo anti-CD73 em modelo in vitro.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)