Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimizando espaço para a biodiversidade e agricultura baseado em uma abordagem de ecologia de paisagens

Processo: 20/12941-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marco Aurelio Pizo Ferreira
Beneficiário:Vinicius Rodrigues Tonetti
Supervisor no Exterior: Marie-Josee Fortin
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Toronto (U of T), Canadá  
Vinculado à bolsa:18/20691-1 - Otimizando espaço para a biodiversidade e Agricultura baseado em uma abordagem de ecologia de paisagens, BP.DR
Assunto(s):Agricultura   Conservação   Fragmentação   Modelos ecológicos   Produtividade   Restauração florestal   Ecologia da paisagem

Resumo

A perda e a fragmentação de habitats para a expansão de áreas agrícolas são as maiores causas da crise de biodiversidade. Reduzir, ou até mesmo cessar, a expansão da agricultura é fundamental para diminuir seus efeitos danosos. Otimizar espaço para a conservação da biodiversidade garantindo a soberania alimentar assim como a produção de produtos agrícolas é urgente, de maneira que a maioria dos métodos tem focado apenas no aumento a produção agrícola, geralmente em detrimento de questões socioambientais. Neste projeto, o nosso objetivo é gerar conhecimento que pode guiar para um cenário em que tanto a produção agrícola quanto a biodiversidade sejam beneficiadas. Para isso, nós vamos orientar a pesquisa em uma abordagem de ecologia de paisagens e nós pretendemos responder duas questões principais que irão compor dois artigos: (1) Onde estão os gaps de produtividade em um hotspot de biodiversidade? Com o objetivo de poupar terra para a biodiversidade, iniciativas que visam identificar paisagens agrícolas com baixos níveis de produção onde a produtividade pode ser aumentada para ceder espaço a biodiversidade podem ser efetivas para a conservação de espécies e processos ecossistêmicos. (2) Como a regeneração natural causada pelo movimento da fauna frugívora pode afetar a abundância de espécies de vertebrados? Como as florestas tropicais estão regenerando naturalmente em todo o mundo, entender como esse processo influencia a distribuição e ocorrência de espécies florestais é essencial para priorizar áreas para a conservação. Para desenvolver esse projeto, nós utilizaremos uma ampla base de dados que compreende dados de ocorrência de espécies da Mata Atlântica, um hotspot de biodiversidade tropical altamente fragmentado.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)