Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da suplementação de l-glutamina na sarcopenia e resposta imune/inflamatória sistêmica e das vias aéreas de idosos praticantes ou não de um programa regular de exercícios físicos combinados submetidas à vacinação contra o vírus influenza

Processo: 20/12400-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:André Luis Lacerda Bachi
Beneficiário:Marcelo Rossi
Instituição-sede: Universidade de Santo Amaro (UNISA). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/14115-0 - Influência da suplementação de L-glutamina na sarcopenia e resposta imune/inflamatória sistêmica e das vias aéreas de idosos praticantes ou não de um programa regular de exercícios físicos combinados submetidas à vacinação contra o vírus Influenza, AP.R
Assunto(s):Citocinas   Envelhecimento   Fragilidade   Imunossenescência   Glutamina   Sarcopenia   Resposta imune   Resposta inflamatória   Vacinação   Exercício físico

Resumo

O envelhecimento é um fenômeno multifatorial que pode ser definido como um processo dinâmico e progressivo, no qual ocorrem modificações morfológicas, funcionais, bioquímicas e psicológicas decorrentes da interação de uma série de variáveis como fatores genéticos, estilo de vida e doenças. Em geral, tais modificações levam a perda da capacidade funcional de diversos sistemas orgânicos sendo, dentre os mais afetados, o sistema imune e o sistema músculo-esquelético. Em se tratando do envelhecimento do sistema imune, ou imunosenescência, este se caracteriza pela maior suscetibilidade a infecções, câncer e aumento na expressão laboratorial de autoimunidade. Já, em relação às alterações no sistema músculo-esquelético decorrentes do envelhecimento destaca-se o aumento do risco de desenvolvimento da sarcopenia, que se caracteriza pela redução da massa muscular esquelética, perda de função muscular (associação entre força muscular e mobilidade física), pode acarretar em graves consequências para realização das atividades da vida diária, podendo inclusive evoluir para a síndrome de fragilidade. Tanto a imunosenescência quanto a sarcopenia em idosos são amplamente influenciados pela presença de uma inflamação sistêmica crônica de baixo grau associada ao envelhecimento ou "inflammaging". Contudo, o grau de declínio da resposta imune e desenvolvimento de sarcopenia variam entre os indivíduos idosos e podem estar relacionados a diversos hábitos do cotidiano como praticar ou não regularmente exercícios físicos. Além disso, aspectos relacionados a fatores nutricionais, como ingestão de determinados aminoácidos essenciais, em especial a glutamina, pode favorecer a manutenção da função de células do sistema imune e manutenção da massa muscular. Diante disso, a proposta deste estudo é avaliar os efeitos da suplementação de L-glutamina sobre a massa e função muscular (que caracterizam a sarcopenia) bem como sobre a resposta imune/inflamatória sistêmica e das vias aéreas de idosos praticantes ou não de um programa regular de exercícios físicos combinados (tanto aeróbio quanto resistido) submetidos à vacinação contra o vírus Influenza. Para isso, serão utilizadas dados e amostras biológicas, previamente armazenadas, que foram obtidas antes e 30 dias após a vacinação contra o vírus Influenza em dois grupos de idosos: não praticantes (NP, n=45) ou praticantes de um programa regular de exercícios físicos combinados, tanto aeróbio quanto resistido (EFC, n=45). Vale ressaltar que no mesmo dia da vacinação, os voluntários de cada grupo foram separados em dois subgrupos e orientados a ingerir por 30 dias consecutivos uma dose de L-glutamina (0,3g/kg de peso, subgrupo glutamina) + maltodextrina (0,3g/kg de peso) ou apenas a maltodextrina (0,6g/kg de peso, subgrupo placebo). Para determinação da presença e grau da sarcopenia nos voluntários de cada subgrupo foram realizadas avaliações da composição corporal por bioimpedância, da força de preensão palmar utilizando dinamômetro de mão (Handgrip) e da mobilidade através da aplicação da Bateria Curta de Testes para Desempenho Físico. Para avaliar a resposta imune/inflamatória sistêmica, os voluntários foram submetidos à vacinação contra o vírus Influenza e amostras de sangue, saliva e lavado nasal foram coletadas em dois momentos: antes e após 30 dias da data da vacinação, para determinação do perfil de ativação de linfócitos; da concentração de citocinas, peptídeos antimicrobianos e anticorpos totais contra a vacina para o vírus influenza.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)