Busca avançada
Ano de início
Entree

O processo de transformação nas orientações da política externa dos Estados Unidos da América e de Cuba durante os governos de Barack Obama e de Raúl Castro

Processo: 20/05835-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Cristina Soreanu Pecequilo
Beneficiário:Stella Bonifácio da Silva Azeredo
Instituição Sede: Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais (IPPRI). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Política externa   Relações diplomáticas   Presidentes   Cuba   Estados Unidos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Barack Obama | Cuba | Estados Unidos | Normalização | Política Externa | Raúl Castro | Análise de Política Externa

Resumo

Em 2014, o presidente cubano, Raúl Castro, e o líder estadunidense, Barack Obama, anunciaram oficialmente que dariam início ao processo de restabelecimento das relações diplomáticas entre os Estados Unidos e Cuba, após anos de isolamento ocorrido diante do contexto da Guerra Fria (1947/1989). O rompimento bilateral em 1961, o embargo econômico e medidas posteriores de estrangulamento, são impulsionados pelos acontecimentos da Revolução Cubana (1959), quando a ilha rompeu os tradicionais laços históricos com os estadunidenses e instalou, com Fidel Castro, um regime socialista apoiado pela então União Soviética (URSS). Mesmo com o fim da Guerra Fria em 1989, a normalização diplomática só ocorreu oficialmente em 2014 (ainda que sem mudar plenamente a estrutura das relações bilaterais, vide a manutenção do embargo econômico). Portanto, este projeto de pesquisa tem como objetivo geral analisar as mudanças na orientação da política externa dos Estados Unidos e de Cuba, a partir do governo desses dois líderes de Estado, no período de 2009 a 2014, que levaram à reaproximação bilateral, com mudanças discursivas e a implementação de acordos de cooperação. Para isso, os objetivos específicos envolvem a identificação das fontes políticas, econômicas e sociais, do plano doméstico e internacional que contribuíram para levar a essas alterações. Ademais, busca-se observar os níveis dessas mudanças nas políticas externas e explorar o impacto desses novos fundamentos na condução da normalização. Para o desenvolvimento do projeto, recorre-se ao campo da Análise da Política Externa, mais especificamente, à literatura da Mudança da Política Externa. Será empregado um modelo analítico, que conjuga, de forma adaptada, algumas ideias presentes nas dinâmicas causais apresentadas por Jakob Gustavsson e Charles Hermann, que são empregadas para examinar as mudanças na política externa. Esse modelo é baseado no checklist model, que fornece ferramentas para o desenvolvimento de estudos empíricos através da indução. Para tanto, será realizado um trabalho qualitativo com fontes primárias e secundárias para tratar das variáveis independentes (fatores políticos e econômicos, internos e externos), de acordo com o objetivo específico de identificar os fatores que levaram à mudança. Quanto à variável dependente (a mudança da política externa), para verificar em quais dos níveis se enquadra o tema, será realizado um trabalho quantitativo com pronunciamentos oficiais. Para isso, será empregado o software de mineração de textos, o Voyant-Tools, que amplia a capacidade analítica, permitindo o manuseio de um grande volume de dados, através da contabilização da frequência de determinados termos e da demonstração de como as palavras se relacionam, o que possibilita a observação de padrões e tendências. Essa análise textual busca identificar os termos dessa mudança nas orientações das políticas externas de Cuba e EUA, levando em consideração a evolução da percepção que cada lado possuía sobre as agendas políticas e econômicas do outro país, assim como a da abordagem colocada em prática para lidar com suas diferenças. Após a inserção dos documentos nesse software, será observado, com suas ferramentas, a frequência de determinados termos previamente estabelecidos, com quais palavras eles mais se relacionam, além do contexto (maneira como eles aparecem ao longo do texto). Esses dados coletados serão registrados em uma tabela. Eles fornecerão dados empíricos sobre a evolução da situação desse relacionamento bilateral, o grau da mudança dessas políticas externas que permitiu o encaminhamento da normalização. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
AZEREDO, Stella Bonifácio da Silva. O processo de transformação nas orientações da política externa dos Estados Unidos da América e de Cuba durante os governos de Barack Obama e de Raúl Castro. 2022. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais. São Paulo São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.