Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de variáveis prognósticas do teste de exercício cardiopulmonar para estratificar gravidade da insuficiência cardíaca

Processo: 20/13465-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 30 de novembro de 2021
Vigência (Término): 29 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Audrey Borghi e Silva
Beneficiário:Cássia da Luz Goulart
Supervisor no Exterior: Agostoni Piergiuseppe
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: Università degli Studi di Milano, Itália  
Vinculado à bolsa:18/03233-0 - Estudo da interação cardiorrespiratória e da oferta de oxigênio periférica e cerebral como moduladores da capacidade de exercício durante a aplicação do binível na coexistência da DPOC-ICC, BP.DD
Assunto(s):Insuficiência cardíaca   Testes de função cardíaca   Gravidade do paciente   Intolerância ao exercício

Resumo

Pacientes com Insuficiência Cardíaca (IC) apresentam marca da intolerância ao exercício, que está relacionada diretamente com à gravidade da doença. Portanto, é de extrema importância a realização de teste de exercício máximo, uma vez que podem medir e identificar possíveis pontos de corte para estratificar a gravidade de IC. Objetivo: Analisar todas as variáveis derivadas do teste cardiopulmonar (TECP), mas priorizar Consumo de oxigênio (VO2)/carga de trabalho (WR), interceptação ventilatória (VEint), Potência circulatória (PC) e Potência ventilatória (PV); avaliar o comportamento dessas variáveis nas diferentes classificações de IC, e traçar prognósticos e pontos de corte de mortalidade nesses pacientes; secundariamente, avaliar o impacto da coexistência de doença pulmonar obstrutiva crônica na IC nessas variáveis. Métodos: Trata-se de um estudo multicêntrico, no qual serão analisados e compartilhados os pacientes já reunidos no processo de amostragem no projeto temático. Sendo aprovada esta bolsa BEPE, será levantado um banco de dados com os pacientes já coletados do Brasil e da Itália, e também dos pacientes a serem avaliados durante a estadia na Itália. Pacientes com IC com fração de ejeção <49% foram e serão considerados. Todos os pacientes realizarão o TECP em um cicloergômetro com freio eletrônico e a análise dos gases respiratórios será medida respiração a respiração. Durante o TECP, os seguintes parâmetros foram e serão medidos: VO2 (ml/kg/min), Ventilação (VE), VCO2 (ml/min), VE/VCO2 inclinado, WR (watts), pico de frequência cardíaca (bpm) e pressão arterial sistólica e diastólica. Os novos índices de risco e prognóstico na população que serão posteriormente analisados são: VEint, VO2/WR, CP e VP. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)