Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da frequência de integrações virais derivadas de CFAV (cell-fusion agent virus) no genoma do mosquito Aedes aegypti e seu efeito sobre o vírus cognato

Processo: 20/11110-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Jayme Augusto de Souza-Neto
Beneficiário:Vitória Simões Rama Amaral
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Entomologia   Interação planta-patógeno   Integração viral   Sistemas CRISPR-Cas   Aedes aegypti   Prevalência

Resumo

O Aedes aegypti é o principal vetor de arboviroses no mundo, causando alto impacto para o setor sanitário e de saúde pública. Nos últimos anos do século XX, as arboviroses apresentaram uma dramática emergência em diferentes países do globo, evidenciando a insuficiência dos métodos de controle baseados, principalmente, no controle químico e físico, na tentativa de evitar a proliferação do mosquito. Desta forma, existe uma contínua busca por novas ferramentas de combate à transmissão de tais vírus, como por exemplo, diferentes estratégias de bloqueio de transmissão, que focam em elementos de vias de imunidade inata do mosquito, bem como na influência da microbiota sobre diferentes agentes patogênicos. No entanto, novas descobertas têm revelado a existência de uma possível imunidade adaptativa nos hospedeiros invertebrados, análoga ao sistema CRISPR-Cas encontrado em bactérias. Descobriu-se que alguns vírus de RNA de transcrição não-reversa (não-retrovírus) são capazes de integrar sequências de seu material genético no genoma do hospedeiro, as denominadas NIRVs. Tais estruturas seriam capazes de constituir herança genética alcançando fixação permanente no genoma do invertebrado. Mais de 200 NIRVs já foram encontradas no genoma de Ae. aegypti, com a possibilidade de causar diversos impactos biológicos. A maioria das NIRVs são derivadas de vírus específicos de insetos, como o vírus CFAV (vCFAV). Este vírus é capaz de interferir na replicação de outras arbovírus, reduzindo, por exemplo, a taxa de infecção de ZIKV e DENV1 quando coinfectados com o vCFAV. Por outro lado, a presença de integrações desse vírus (nCFAV) no genoma do mosquito mostrou um efeito supressor sobre a replicação do vírus cognato. Dada a relevância dessas interações e encontradas candidatas a nCFAV no genoma de duas populações naturais de Ae. aegypti, este trabalho propõe validar e avaliar a prevalência dessas NIRVs, bem como seu possível efeito sobre o vírus cognato nas populações em estudo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)