Busca avançada
Ano de início
Entree

Sintomas de ansiedade e sintomas de depressão em graduandos de Medicina: verificação da relação com nível de atividade física e tempo do comportamento sedentário

Processo: 20/08869-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Lucas Melo Neves
Beneficiário:Karla Cardoso de Souza
Instituição Sede: Universidade de Santo Amaro (UNISA). São Paulo , SP, Brasil
Auxílio(s) vinculado(s):22/09863-0 - Estudantes de medicina apresentam níveis mais baixos de atividade física e maior ansiedade do que estudantes de educação física: um estudo transversal conduzido na pandemia COVID-19, PUB.ART   21/06268-1 - Estudantes de medicina com maior tempo de atividade física apresentam menor sintomas de ansiedade e depressão durante a pandemia de COVID-19, PUB.ART
Assunto(s):Saúde mental   Ensino superior   Ansiedade   Depressão   Sedentarismo   Atividade física   Estudantes de medicina   Meta-análise
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Ensino Superior | estudantes | Saúde Mental | Tempo sedentário | Saúde mental e Educação Física

Resumo

Diferentes meta-análises sumarizam e indicam que estudantes de medicina apresentam maiores sintomas de ansiedade e depressão que a população em geral (Cuttilan, Sayampanathan, & Ho, 2016; Lei, Xiao, Liu, & Li, 2016; Mayer et al., 2016; Puthran, Zhang, Tam, & Ho, 2016; Rotenstein et al., 2016). Meta-análise com dados de estudantes brasileiros também estão disponíveis (Pacheco et al., 2017), o que nos permite apontar que esse é um problema mundial. A atividade física pode diminuir os sintomas depressivos de graduandos de medicina em aproximadamente 8% para cada hora adicional de atividade física (AF) realizada por semana, o que indica que a falta de AF pode afetar diretamente a saúde mental do graduando. Apesar do elevado número de estudos que abordam sintomas de ansiedade e depressão no graduando de medicina, a relação da mesma com atividade física e comportamento sedentário ainda carece de estudos, especialmente com amostra brasileira. Assim, é razoável sugerir que graduandos de medicina que apresentam uma saúde mental piorada, podem ter esse quadro influenciado pela baixa AF realizada. Este estudo utilizando questionários para avaliar sintomas ansiosos e depressivos (Beck ansiedade e Beck depressão) e nível de atividade física (IPAQ), se propõe a verificar a se estudantes com maior pontuação nas escalas de sintomas ansiosos e depressivos, apresentarão pior nível de atividade física.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUZA, KARLA CARDOSO; MENDES, TASSIA BARCELOS; GOMES, TABATAH HELLEN SANTOS; DA SILVA, ARIANA ALINE; NALI, LUIZ HENRIQUE DA SILVA; BACHI, ANDRE LUIS LACERDA; ROSSI, FABRICIO EDUARDO; GIL, SAULO; FRANCA, CAROLINA NUNES; NEVES, LUCAS MELO. Medical Students Show Lower Physical Activity Levels and Higher Anxiety Than Physical Education Students: A Cross-Sectional Study During the COVID-19 Pandemic. FRONTIERS IN PSYCHIATRY, v. 12, . (20/08869-0)
TASSIA BARCELOS MENDES; KARLA CARDOSO DE SOUZA; CAROLINA NUNES FRANÇA; FABRÍCIO EDUARDO ROSSI; RAFAEL PEREIRA GUIMARÃES SANTOS; KALIL DUAILIBI; IZABELA TULETA; JANE DE ESTON ARMOND; BRENDON STUBBS; LUCAS MELO NEVES. ATIVIDADE FÍSICA E SINTOMAS DE ANSIEDADE E DEPRESSÃO ENTRE ESTUDANTES DE MEDICINA DURANTE A PANDEMIA. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 27, n. 6, p. 582-587, . (20/08869-0, 21/06268-1)
DOMINGOS, SIMONE APARECIDA; FRANCA, CAROLINA NUNES; TULETA, IZABELA; DA COSTA REZENDE BARBOSA, MARIANNE PENACHINI; LACERDA BACHI, ANDRE LUIS; NEVES, LUCAS MELO. Self-Care in Type 2 Diabetes Patients with Urgency Lower Limb Amputation: The Influence of Sex, Marital Status and Previous Amputations. PATIENT PREFERENCE AND ADHERENCE, v. 15, p. 1083-1090, . (17/01368-2, 19/14115-0, 19/01020-1, 20/08869-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.