Busca avançada
Ano de início
Entree

Da (semi)periferia vê-se o mundo: literaturas africanas no contexto de literatura-mundial

Processo: 20/03902-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Pesquisador responsável:Elena Brugioni
Beneficiário:Marta Maria Banasiak
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura africana   Literatura pós-colonial   Narrativa   Periferia   Capitalismo   Crítica

Resumo

Partindo da proposta teórica da literatura-mundial desenvolvida por Warwick Research Collective, o presente projeto busca desenvolver uma reflexão transnacional e translinguística sobre as narrativas provenientes dos divergentes espaços do continente Africano, com o objetivo de repensar o papel das literaturas africanas no espaço global/planetário. A análise de caráter comparatista debruça-se sobre as representações dos múltiplos efeitos da expansão capitalista mundial na obra de quatro escritores africanos, dois de língua inglesa - o sul-africano J.M. Coetzee e o somali Nurrudin Farrah, e dois de língua portuguesa - o moçambicano João Paulo Borges Coelho e o angolano Ondjaki. Argumenta-se que o processo de inscrever a obra dos quatro escritores no contexto que ultrapasse as fronteiras nacionais e linguísticas e, consequentemente, a sua colocação dentro de paradigmas mais amplos - o (semi)periférico e o mundial - permite procurar novas declinações/interpretações das literaturas africanas que permitem definir a (semi)periferia não só como o ponto de referência teórico e conceitual, mas principalmente como um lugar de enunciação. As questões focadas, para além da situação político-social ligada diretamente à condição da pós-colónia. (Mbembe, 2001), perpassam também aquelas relativas às crises globais, como as crises ecológica e migratória ou a exploração de recursos e matéria-prima. Dessa forma, a análise conta com uma abordagem transdisciplinar apoiando-se em diversas áreas dos estudos humanos com destaque para a ecocrítica, sendo esse o segundo paradigma, que para além do de literatura mundial pauta as novas formas de pensar sobre as ligações entre as literaturas globais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)