Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação de um método customizado de estimação dos potenciais elétricos no torso a partir dos sinais atriais: um estudo computacional-clínico

Processo: 20/12841-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:João Loures Salinet Júnior
Beneficiário:Camila Rocha Restivo
Instituição-sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Bioenergia   Fibrilação atrial   Mecanismos   Potencial elétrico   Processamento de sinais   Validação de modelos   Análise espaço-temporal   Coeficiente de correlação de Pearson   Modelagem computacional

Resumo

A fibrilação atrial (FA) é a arritmia cardíaca sustentada mais frequente na prática clínica, afetando entre 1 a 2 % da população mundial. Estudos eletrofisiológicos invasivos, nos quais os eletrogramas cardíacos são medidos diretamente nos átrios usando cateteres de mapeamento, são a abordagem mais direta para identificar regiões que mantêm FA. No entanto, essa estratégia é tecnicamente complexa, demandando grande quantidade de tempo e recursos e com riscos para os pacientes, motivando o desenvolvimento de métodos não invasivos, como o mapeamento eletrocardiográfico de superfície. Esta técnica baseia-se na medição de uma alta densidade de eletrocardiogramas, que são então utilizados para obter informações sobre o comportamento atrial de forma não invasiva auxiliando os cardiologistas no planejamento da conduta previamente aos procedimentos invasivos. Devido à complexidade dessa arritmia e grande sensitividade a erros pelos atuais sistemas comerciais, dificultando a correta caracterização e localização das fontes arritmogênicas para certos grupos de pacientes com FA, é importante desenvolver pesquisas que visam customizar técnicas para a FA, em especial métodos de diagnóstico não invasivos minimizando os riscos aos pacientes. O objetivo deste projeto é de validar um método customizado de estimação dos potenciais elétricos no torso a partir dos sinais atriais e as geometrias 3D dos átrios e torso. Serão utilizados modelos computacionais realísticos da FA e de pacientes com FA. Será realizado a segmentação das superfícies do torso e átrios através de imagens de ressonância magnética. Os sinais estimados no torso serão comparados com os disponibilizados pelos modelos matemáticos e medidos em pacientes com FA, através da correlação de Pearson. Assim, validar um método de estimação dos sinais no torso durante a FA a partir dos sinais do átrio e das geometrias tridimensionais (3D) do torso e átrios, contribuiria em destacar a importância do sistema BSPM e sua correlação espaço-temporal vista pelo torso da atividade atrial durante FA, para difusão na clínica. Os sistemas comerciais invasivos poderiam, num futuro, utilizar desta ideia e projetar os sinais no torso a partir dos sinais do coração, para treinamento dos clínicos e incentivo da utilização de métodos não invasivos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SALINET, JOAO; MOLERO, RUBEN; SCHLINDWEIN, FERNANDO S.; KAREL, JOEL; RODRIGO, MIGUEL; LUIS ROJO-ALVAREZ, JOSE; BERENFELD, OMER; CLIMENT, ANDREU M.; ZENGER, BRIAN; VANHEUSDEN, FREDERIQUE; SILES PAREDES, JIMENA GABRIELA; MACLEOD, ROB; ATIENZA, FELIPE; GUILLEM, MARIA S.; CLUITMANS, MATTHIJS; BONIZZI, PIETRO. Electrocardiographic Imaging for Atrial Fibrillation: A Perspective From Computer Models and Animal Experiments to Clinical Value. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 12, APR 30 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.