Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre os polimorfismos nos genes ABCB1 e ABCB2 com as principais toxicidades induzidas por carboplatina e paclitaxel em pacientes com câncer de pulmão

Processo: 20/06703-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Patricia Moriel
Beneficiário:Giovana Fernanda Santos Fidelis
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Farmácia clínica   Neoplasias pulmonares   Quimioterápicos   Polimorfismo genético   Carboplatina   Toxicidade   Técnicas de genotipagem   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Testes hematológicos

Resumo

O câncer de pulmão é o tipo de câncer mais prevalente no Brasil e que apresenta maior taxa de mortalidade. Um dos tratamentos usados no câncer de pulmão é a quimioterapia, a qual é aplicada como um tratamento paliativo nos casos mais avançados. Dentre os protocolos quimioterápicos, a associação de carboplatina à paclitaxel é a combinação mais indicada, porém apresenta diversos efeitos adversos, como por exemplo, mielossupressão. Os genes ABCB1 e ABCB2 estão envolvidos no transporte de moléculas, como quimioterápicos, e polimorfismos nestes genes podem estar relacionados a resposta e toxicidade de fármacos. Portanto, a fim de possibilitar um tratamento mais efeito e com uma menor taxa de efeitos adversos, através de um diagnóstico preditivo, o objetivo deste estudo é relacionar os polimorfismos nos genes ABCB1 e ABCB2 com as principais toxicidades induzidas por carboplatina e paclitaxel em pacientes com câncer de pulmão no primeiro ciclo de quimioterapia. O estudo será conduzido no Hospital das Clínicas da UNICAMP e realizado a partir da coleta de sangue dos pacientes, mediante obtenção do TCLE (CAAE: 83196318.8.0000.5404). Serão investigadas a nefrotoxicidade, hepatotoxicidade, toxicidades gastrointestinais e a mielotoxicidade, induzidas pela carboplatina, e estas classificadas em relação à gravidade de acordo com os Critérios Comuns de Toxicidade (CTCAE - versão 4). Para determinação dos polimorfismos nos genes serão coletados 4 mL de sangue. O isolamento do DNA será realizado por procedimentos padronizados (Wizard® genomic DNA purification Kit, Promega). A pesquisa de polimorfismos será realizada pelo sistema de genotipagem TaqMan® Genotyping Assays (Life Technologies, Foster City, CA) por reação de PCR real-time. Serão utilizados os testes Chi-quadrado, Teste Exato de Fischer e teste de Mann-Whitney.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)