Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do risco periodontal na terapia periodontal de suporte em pacientes diabéticos

Processo: 20/01644-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Neves Jardini
Beneficiário:Camila Domingos Siqueira
Instituição Sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças periodontais   Diabetes mellitus   Análise multivariada   Ensaio clínico controlado aleatório
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:diabetes mellitus | Diagrama de risco | Periodontite | Questionário de autocuidado | Tratamento Periodontal de suporte | Periodontia

Resumo

A primeira etapa no tratamento da Doença Periodontal, a Terapia Periodontal Ativa (TPA), consiste no controle da resposta inflamatória, pela erradicação dos depósitos bacterianos. A Terapia Periodontal de Suporte (TPS) é a segunda etapa, onde a doença é controlada e a recorrência e progressão são prevenidas através de um controle supervisionado. A resposta ao tratamento varia nos pacientes devido ao aspecto multifatorial da doença e condições sistêmicas do paciente, como a d Diabetes Melitus (DM), sendo assim, o gerenciamento do risco para progressão da doença periodontal e para o controle do diabetes, permite um planejamento individualizado das visitas e frequência de retornos na TPS. O objetivo deste estudo clínico controlado randomizado prospectivo e cego será avaliar na TPS para o controle da doença periodontal em pacientes diabéticos, parâmetros clínicos periodontais e parâmetros de auto-cuidado para o DM (alimentação e exercícios físicos) no impacto da compensação clínica. Os participantes serão randomizados em 2 grupos: Grupo Controle: (n=20): pacientes que receberam TPA e portadores de Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) que serão avaliados na consulta inicial, três meses, seis meses, nove e doze meses após e Grupo Teste (n=20): pacientes que receberam TPA e portadores de Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) que serão avaliados na consulta inicial, dois meses, quatro meses, seis meses, oito meses, dez meses e doze meses após. O risco periodontal será avaliado pelo diagrama de Lang & Tonetti enquanto os parâmetros de auto-cuidado para o DM serão avaliados pelo Summary of Diabetes Self-Care Activities Questionnaire-SDSCA .Os dados obtidos antes e após as avaliações nos períodos estabelecidos serão analisados por meio de estatística multivariada.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)