Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da resposta imune treinada de monócitos e macrófagos após exposição à formulação de vacina contra micoses sistêmicas

Processo: 20/03532-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 30 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 29 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Carlos Pelleschi Taborda
Beneficiário:Brenda Kischkel
Supervisor no Exterior: Mihai G. Netea
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Radboud University Nijmegen, Holanda  
Vinculado à bolsa:18/26402-1 - Prospecção de novos epítopos com potencial vacinal no controle da infecção experimental por Histoplasma capsulatum, BP.DD
Assunto(s):Micologia médica   Micoses   Vacinas   Diagnóstico tardio   Imunidade inata   Histoplasma   Peptídeos   beta-Glucanas

Resumo

As infecções fúngicas sistêmicas são causadas por patógenos fúngicos endêmicos e/ou oportunistas que incluem espécies de Aspergillus, Candida, Cryptococcus, Blastomyces, Coccidioides, Histoplasma, Paracoccidioides e Sporothrix. Nos últimos anos, as taxas de morbimortalidade por infecções fúngicas aumentaram significativamente devido ao aumento da população de indivíduos imunossuprimidos e imunocomprometidos. Os principais problemas associados às infecções fúngicas incluem dificuldade no diagnóstico, terapia prolongada com efeitos colaterais e possibilidade de recorrência da doença. Neste estudo, trabalharemos com o conceito de imunidade treinada ou memória imune inata para o desenvolvimento de uma vacina. Recentemente, foi demonstrado que o sistema imunológico inato também possui memória e pode permanecer em alerta máximo por vários meses após a infecção. Assim, respondendo mais rapidamente a uma segunda exposição. A descoberta de que o sistema imunológico inato tem uma memória oferece possibilidades para o treinamento dessa memória. Abordagem ideal para indivíduos imunocomprometidos que têm imunidade adaptativa comprometida. Nesta proposta, investigaremos a resposta imune treinada de monócitos e macrófagos a um sistema de entrega de antígenos para vacinação contra micoses sistêmicas. Para isso, desenvolvemos uma abordagem utilizando quitosana e ² - 1,3 - D-glucanos (BGs), como uma plataforma de biomaterial para a entrega direcionada de epítopos promíscuos restritos às classes I e II do HLA. Nossa hipótese é que essa pode ser uma estratégia capaz de induzir uma resposta semelhante à memória em células inatas, podendo ser usada para obter imunidade protetora também em pessoas com deficiência imunológica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)