Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise das condições socioemocionais de alunos de ensino médio de escolas públicas pós-quarentena da pandemia de COVID-19

Processo: 20/08768-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Pesquisador responsável:Vera Lucia Messias Fialho Capellini
Beneficiário:Heitor Araújo Monreal
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde mental   Adolescência   Estudantes de ensino médio   Impacto psicossocial   Estresse psicológico   Ansiedade   Depressão   Pandemias   Infecções por Coronavirus   SARS-CoV-2   COVID-19

Resumo

O bem-estar psicológico dos adolescentes é alvo de estudos pela comunidade científica há muito tempo. Caracterizada como uma fase de constantes mudanças, existem estudos que mostram um alto grau de estresse, ansiedade e depressão nesta população. Tal contexto é preocupante pelo elevado sofrimento em que os sujeitos são envolvidos e a relação dessas condições com a alta de ideações suicidas. Em função da pandemia do COVID-19 e as medidas de isolamento adotadas pelo Estado, os estudantes passaram a ter maior contato com fatores de risco para a saúde mental até então desconhecidos por eles, como o medo de ser infectado pelo Coronavírus e o fechamento das escolas. O estudo em questão fará parte do Projeto Temático "Colaboração Universidade-Escola Pública na construção de políticas, práticas e culturas mais inclusivas" e será conduzido em duas etapas: na primeira, o objetivo é analisar os níveis de estresse, ansiedade e depressão de alunos do Ensino Médio de duas escolas públicas do interior do estado de São Paulo, através do Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp (ISSL), o Inventário Beck de Ansiedade (BAI) e o Inventário Beck de Depressão (BDI), comparando-os com o impacto que a situação de pandemia causou no cotidiano dos alunos, que será investigado através de um questionário formulado pelos autores. A segunda etapa envolve a aplicação dos mesmos instrumentos usados na etapa 1, de forma presencial, após o retorno das atividades escolares. Será realizada uma análise quantitativa e descritiva dos dados, comparando os resultados das duas etapas e investigando como a retomada as aulas interfere na saúde mental dos estudantes. Como resultado, espera-se que os alunos apresentem prejuízos em suas condições socioemocionais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)