Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação da Imunoterapia com OncoTherad® (MRB-CFI-1) e Eritropoetina no Tratamento do Câncer de Ovário Quimicamente Induzido em Ratas: Avaliação da Resposta Inflamatória Citotóxica

Processo: 20/07899-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Wagner José Fávaro
Beneficiário:Felippe Augusto Tossini Cabral
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias ovarianas   Eritropoetina   Imunoterapia   Macrófagos   OncoTherad   Receptores toll-like   Urologia

Resumo

Dentre os tumores ginecológicos, o câncer de ovário (CO) é o mais letal e o mais difícil de ser diagnosticado, sendo responsável pela maior mortalidade dentre os cânceres do sistema reprodutivo feminino e o quinto tipo de câncer que mais provoca mortes entre as mulheres. Os quimioterápicos convencionais como platina/paclitaxel apresentam inúmeros efeitos tóxicos além de resistência adquirida à droga no decorrer do tratamento. Considerando a importância do desenvolvimento de fármacos que atuem como moduladores do sistema imune, nosso grupo de pesquisa desenvolveu um composto sintético nanoestruturado denominado OncoTherad® (MRB-CFI-1) com propriedades antitumorais e imunológicas relatadas em câncer de bexiga de animais e humanos, principalmente envolvendo a via de sinalização para interferon mediada por receptores Toll-like (TLRs) 2 e 4. A eritropoetina (EPO) pode exercer diversas funções não hematopoiéticas tais como imunomodulação, ações anti-inflamatórias ou antioxidantes e citoprotetoras inclusive no sistema reprodutivo feminino. O microambiente tumoral do CO envolve uma complexa rede imunossupressora de leucócitos e mediadores imunossupressores que favorecem o estabelecimento do tumor e sua evasão do sistema imune. Assim, o objetivo do projeto é avaliar os efeitos da imunoterapia com OncoTherad® e da administração de EPO, isoladas ou em associação, no tratamento do câncer de ovário induzido quimicamente em ratas Fischer 344. Para tanto, serão investigados os possíveis mecanismos de ação dessa associação terapêutica na via de sinalização dos receptores Toll-like (TLRs 2 e 4) e avaliação do perfil da resposta inflamatória envolvendo a ativação de macrófagos por meio de marcadores de atividade citotóxica antitumoral (IFN-³, iNOS e macrófagos totais F4/80+) ou pró tumoral (IL-6, macrófagos M2 CD163+ e Linfócitos T regulatórios Foxp3+). A associação do OncoTherad® e EPO pode embasar o desenvolvimento de um novo fármaco e assim mais uma alterativa terapêutica para o CO.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)