Busca avançada
Ano de início
Entree

Intervindo na cadeia do comportamento suicida em acadêmicos de Medicina: o que nos contam os sobreviventes

Processo: 20/04056-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Lúcio Garcia de Oliveira
Beneficiário:Mayara da Matta Frederico
Instituição-sede: Centro Universitário Saúde ABC. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Estudantes de medicina   Fatores de risco   Prevenção de doenças   Saúde mental   Suicídio   Psicologia médica   Estudos transversais   Entrevista

Resumo

O suicídio é um ato deliberado, consciente e intencional de uma pessoa que tenha intenção de morte através de um meio que considere letal. É uma causa inesperada de morte que gera importante ônus econômico, social e psicológico a familiares, comunidades e nações. Globalmente, é a segunda principal causa de morte entre jovens de 15-29 anos de idade. Desperta a atenção o acontecimento de suicídio entre os profissionais médicos que, em média, morrem vinte anos antes que colegas que morrem de outras causas por conta de fatores de estresse psicossociais. A vulnerabilidade desses profissionais destaca a importância do estudo de seu estilo de vida desde a época em que são estudantes. Nesse sentido, estudos apontam que os acadêmicos de medicina têm apresentado sintomas de depressão, desesperança, desamparo e ideação suicida, culminando, muitas vezes, em morte. Entretanto, ainda há lacunas de conhecimento no que se refere aos fatores relacionados a suicídio entre os acadêmicos de Medicina, rogando-se pelo desenvolvimento de programas de intervenção específicos para essa população. Não temos conhecimento de pesquisas que tenham avaliado fatores que teriam impedido estudantes de Medicina de engajar em comportamento suicida. Pensando nisso, o objetivo desse estudo será conhecer os fatores de risco e, sobretudo avaliar o que faltou na vida do estudante que pudesse tê-lo evitado de engajar em atitudes suicidas. Casuística e Métodos: estudo transversal, observacional, descritivo e baseado nos pressupostos e técnicas da metodologia qualitativa de pesquisa. Será selecionada uma amostra intencional de aproximadamente trinta estudantes que tenham se engajado em algum comportamento suicida e que foram atendidos no Núcleo de Bem-estar do Discente da FMABC (NUBEM). Os participantes do estudo serão convidados a responder presencialmente uma entrevista semiestruturada, guiada por roteiro, sobre fatores de risco de suicídio e, sobretudo, o que teria impedido que eles levassem adiante ou concretizassem o comportamento suicida. A amostragem seguirá até que se alcance o ponto amostral de saturação teórica. Posteriormente, os participantes serão solicitados a responder as escalas Beck de depressão, desesperança e ideação suicida. Os critérios de risco de dependência álcool, tabaco e outras drogas também serão incluídos no roteiro. Todas as entrevistas serão gravadas e conduzidas em ambientes seguros e neutros; posteriormente, os áudios serão transcritos e analisados de acordo com os pressupostos da análise de conteúdo de Bardin. Resultados esperados: à luz dos resultados dessa pesquisa, espera-se auxiliar no desenvolvimento de intervenções oportunas para a identificação, intervenção e redução do número de tentativas e mortes por suicídio entre os acadêmicos de Medicina.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)