Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção e validação do instrumento VIRGINIA: vinhetas sobre violência de gênero

Processo: 20/09217-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Sabrina Mazo D Affonseca
Beneficiário:Sophia da Rosa Carvalho
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Violência de gênero   Violência contra a mulher   Prática profissional   Prevalência   Estudantes universitários   Validação de modelos   Vinhetas   Revisão sistemática

Resumo

A violência contra a mulher é um dos delitos mais frequentes no mundo e os dados de sua prevalência chamam atenção para uma questão de saúde pública. Nesse sentido, a necessidade dos diversos dispositivos da rede de proteção à mulher trabalharem de forma eficaz é primordial. Alguns empecilhos podem impedir o pleno funcionamento dos serviços, como a dificuldade do profissional em reconhecer a situação de violência como necessária de intervenção; a ausência desse tema na formação; o sentimento de desrresponsabilização dos profissionais; a falta de conhecimento sobre a rede de serviços; e concepções pessoais equivocadas a respeito do fenômeno. Sendo assim, o presente estudo busca elaborar e validar um instrumento de vinhetas para averiguar atitudes e crenças dos profissionais da rede de proteção. O primeiro passo metodológico será a realização de uma revisão sistemática sobre violência de gênero e vinhetas, seguido pela fase de elaboração destas. A partir de então, o instrumento será avaliado por especialistas (n=12) nas áreas de construção e validação de vinhetas, violência de gênero e direito das mulheres. Os dados quantitativos da avaliação dos juízes serão classificados de acordo com a sua taxa de concordância e confiabilidade e as sugestões analisadas uma a uma. Com as vinhetas ajustadas, planeja-se a aplicação de um teste piloto com cerca de 10 profissionais da rede de proteção à mulher, seguida pela análise dos dados aí gerados. Por fim, haverá a aplicação do instrumento para estudantes universitários e profissionais da rede (n=100), a fim de medir a percepção destes quanto ao tema. Espera-se que o instrumento em formato de vinheta seja capaz de mensurar de forma sensível as atitudes, comportamentos e concepções acerca da temática da violência de gênero. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)