Busca avançada
Ano de início
Entree

Pensando no passado para resolver problemas no futuro: o pensamento contrafactual se articula com a resolução de conflitos interpessoais?

Processo: 20/02765-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Cognitiva
Pesquisador responsável:Patrícia Waltz Schelini
Beneficiário:Anik Giovanna Barham Setti
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Pensamento contrafactual   Relações interpessoais   Resolução de conflitos   Análise de conteúdo

Resumo

Quando alguém imagina como o passado poderia ter sido diferente, ou têm pensamentos que começam com as palavras "E se...", ele está tendo pensamentos contrafactuais. O pensamento contrafactual geralmente decorre de situações negativas e tem várias funções, entre elas, a regulação emocional. É comum, em situações de conflito interpessoal, que pessoas desejem que a situação poderia ter se desenrolado de forma diferente; no entanto, há pouco estudo sobre o papel que pensamentos contrafactuais poderiam ter no enfrentamento de conflitos. Este estudo busca investigar se pensamentos contrafactuais surgem em resposta aos conflitos interpessoais e se esses pensamentos afetam a regulação emocional, seja de forma a facilitar ou dificultar a resolução de conflitos. O efeito da idade também será explorado, comparando a articulação entre pensamento contrafactual e resolução de conflitos em adultos e idosos. Dez participantes de cada grupo etário participarão de encontros individuais, no qual serão propostas duas tarefas. Inicialmente, uma vinheta ilustrando um conflito interpessoal será lida em voz alta. O participante terá algum tempo para gerar pensamentos livremente, e depois de forma direcionada para os pensamentos contrafactuais. Para finalizar, será pedido que o participante identifique a funcionalidade de cada pensamento contrafactual em relação à resolução do conflito. A segunda atividade será a mesma, apenas ocorrendo a substituição da vinheta por um relato de um episódio conflituoso da vida do participante. Técnicas de análise temática e de conteúdo serão empregadas para buscar possíveis relações entre o pensamento contrafactual e a resolução de conflito. Métodos qualitativos serão usados para comparar a frequência dos pensamentos contrafactuais nos grupos de adultos e idosos, usando procedimentos paramétricos ou não-paramétricos a depender do tamanho da amostra e a normalidade dos dados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)