Busca avançada
Ano de início
Entree

Alternativas terapêuticas contra Staphylococcus spp. multirresistentes isolados de Mastite Bovina

Processo: 20/09249-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Lenira El Faro Zadra
Beneficiário:Lívia Castelani
Instituição-sede: Instituto de Zootecnia. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Nova Odessa , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50339-5 - Plano de desenvolvimento institucional de pesquisa do Instituto de Zootecnia (PDIp), AP.PDIP
Assunto(s):Mastite bovina   Staphylococcus   Resistência microbiana a medicamentos   Óleos essenciais   Biofilmes   Nisina   Antibacterianos   Terapêutica   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

Staphylococcus spp. são microrganismos de grande importância na bovinocultura leiteira mundial. São responsáveis por expressivas perdas produtivas e alterações na composição centesimal do leite. Além disso, são patógenos altamente contagiosos, com baixa resposta aos tratamentos convencionais devido ao alto nível de resistência antimicrobiana e diversidade de fatores de virulência. Sendo assim, a busca por novas moléculas antibacterianas mais seguras e eficazes como alternativas, se faz necessária. Bacteriocinas, peptídeos naturais sintetizados e secretados por bactérias com atividade antibacteriana, e compostos de origem vegetal são fontes promissoras para o desenvolvimento de novas formulações terapêuticas. Sendo assim, o objetivo deste projeto será avaliar a atividade antibacteriana in vitro da bacteriocina nisina e de diferentes óleos essenciais contra cepas de Staphylococcus spp. resistentes planctônicas e em biofilmes, oriundas de Mastite Bovina e cepas ATCCs, bem como o potencial de sinergismo entre as moléculas, visando o desenvolvimento de formulação alternativa terapêutica. A resistência bacteriana será caracterizada por difusão em disco e por PCR. A produção de biofilmes será determinada fenotipica e genotipicamente. Serão determinadas as Concentrações Inibitórias/Bactericidas Mínimas (CIM/CBM) de cada composto e da interação entre eles contra as bactérias planctônicas, em biofilmes e em leite cru. A atividade, in vitro, dos compostos contra as cepas bacterianas será avaliada em função do tempo de interação utilizando curvas de morte (time-kill). O efeito citotóxico das moléculas será avalidada em culturas de células mamárias MAC-T. A interação fisico-química das moléculas será determinada por meio do tamanho e polidispersão e carga de superfície (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)